quinta-feira, 18 de julho de 2024
Contribuintes goianos negociam R$ 2 bilhões em dívidas

Contribuintes goianos negociam R$ 2 bilhões em dívidas

A negociação é feita pela Secretaria da Economia e envolveu 124 mil autos de infração, dos quais 63 mil foram parcelados.

8 de julho de 2024

O programa Negocie Já!, do governo de Goiás, negociou R$ 2 bilhões com 93 mil contribuintes que tinham dívidas de ICMS, IPVA e ITCD. Isto em apenas três meses.

A negociação, feita pela Secretaria da Economia, envolveu 124 mil autos de infração, dos quais 63 mil parcelados. No Tesouro, entraram R$ 504 milhões em pagamentos à vista, enquanto a carteira de parcelamento teve um reforço de R$ 1,5 bilhão.

O balanço se refere aos meses de abril, quando o programa de regularização foi lançado, maio e junho. O Negocie Já! ainda permite a adesão até o dia 29 deste mês.

Contribuintes do ICMS foram os campeões em quitação de impostos. Eles pagaram à vista R$ 312 milhões de dívidas atrasadas e mais R$ 27 milhões em penas pecuniárias.

Em segundo lugar ficaram os devedores de IPVA, que desembolsaram R$ 114 milhões à vista, seguidos pelos do ITCD, com R$ 49 milhões.

Parcelamento

No parcelamento, a ordem se manteve. Devedores de ICMS negociaram R$ 1,4 bilhão e R$ 12 milhões de pena pecuniária, IPVA com R$ 56 milhões e ITCD com R$ 43 milhões.

Em junho, o programa cresceu em termos de abrangência. Passou de 80 mil contribuintes para 93 mil, e também em volume, com o acréscimo de R$ 500 milhões.

A Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia, as gerências de Auditoria de Indústria e Atacado, de Auditoria de Varejo e Serviços e de Substituição Tributária, seguidas da Delegacia Regional de Fiscalização de Anápolis foram as seções da Secretaria que mais negociaram débitos.

Saiba mais: Contribuintes renegociam R$ 1,5 bilhão em dois meses

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.