segunda-feira, 22 de julho de 2024
Juceg já analisa abertura de empresa em até 24 horas

Juceg já analisa abertura de empresa em até 24 horas

A Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) reduziu para menos de 24 horas o tempo médio de tramitação dos processos. Agora é possível o protocolo, a análise e a disponibilização de processos abertos dentro do mesmo dia, segundo informa o órgão estadual. Na última semana de junho a Juceg processou 1.938 processos, com o […]

30 de julho de 2017

A Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) reduziu para menos de 24 horas o tempo médio de tramitação dos processos. Agora é possível o protocolo, a análise e a disponibilização de processos abertos dentro do mesmo dia, segundo informa o órgão estadual. Na última semana de junho a Juceg processou 1.938 processos, com o tempo médio de 3,5 dias (84 horas) para análise. Na última semana de julho foram processados 1.622 processos, com o prazo médio de 20 horas e 56 minutos.

“A redução dos prazos de tramitação sempre foi um compromisso da Juceg com a competitividade do setor produtivo e a classe contábil, sem comprometer a segurança jurídica necessária nos nossos serviços. No início deste ano implantamos o Portal do Empreendedor Goiano e o novo sistema com o intuito de chegar a este resultado”, afirma o presidente da Junta, Rafael Lousa.

Além da efetivação da implantação do novo sistema, houve nos últimos 30 dias maior adaptação de empresários e contadores à proposta de registro pela plataforma digital e a consolidação de uma nova cultura no registro mercantil, que possibilitou a substituição do papel pela análise em meio virtual.

O portal lançado em março deste ano pela Juceg já passou por três fases de implantação. Com as duas primeiras, foram concluídos mais de 25 mil processos, com redução no tempo médio de tramitação de 7 para 3 dias, independente do lugar no Estado ou do tipo de processo. “Seja de Posse, Aparecida ou Itumbiara, conseguimos reduzir o tempo para a tramitação . Os resultados estão dentro do planejado e são satisfatórios”, destaca Lousa.

Com a finalização da terceira fase, marcada pela inclusão dos serviços da Receita Federal e concluída no dia 20 de junho com a migração da totalidade dos processos para o novo sistema, a tramitação dos processos em Goiás passou a ser majoritariamente virtual. Os próximos desafios são integrar ao sistema da Junta Comercial maior número de órgãos estaduais e de prefeituras para oferecer maior rapidez na tramitação das demandas em outras áreas de que as novas empresas precisam para funcionar, como meio ambiente, Bombeiros, alvarás e licenças.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.