segunda-feira, 15 de abril de 2024
10 segmentos que mais abrem franquias em Goiás

10 segmentos que mais abrem franquias em Goiás

Goiás ocupa hoje a oitava colocação no mercado nacional em número franquias. E não para de crescer. A abertura de novas empresas franqueadas, só no primeiro semestre deste ano, aumentou 20% no Estado, se comparado com igual período de 2016. São 415 redes de franquias em atuação no mercado goiano, que somam 2.531 unidades. Os […]

1 de setembro de 2017

Goiás ocupa hoje a oitava colocação no mercado nacional em número franquias. E não para de crescer. A abertura de novas empresas franqueadas, só no primeiro semestre deste ano, aumentou 20% no Estado, se comparado com igual período de 2016. São 415 redes de franquias em atuação no mercado goiano, que somam 2.531 unidades. Os segmentos de alimentação, saúde, beleza e bem-estar, moda e serviços educacionais concentram 75% das franquias abertas neste ano no Estado.

O faturamento do setor tem tido um bom desempenho, apesar da retração econômica do País. Goiás registrou alta de 5% no faturamento das franquias no primeiro semestre do ano, com R$ 1,6 bilhão. Os dados foram repassados para o EMPREENDER EM GOIÁS pela Associação Brasileira de Franquia (ABF) – Região Centro-Oeste e pela consultoria Rizzo Franchise, de São Paulo.

Outro dado importante: cada vez mais empresas goianas têm apostado em se tornarem franqueadoras para se expandirem no mercado. Das 415 redes em operação atualmente no mercado goiano, 44 nasceram no Estado, um crescimento de 7,3% apenas neste ano. Só o faturamento dessas 44 franqueadoras goianas somou R$ 313,8 milhões no primeiro semestre deste ano, crescimento de 41,8% se comparado com o do mesmo período de 2016. O número de unidades das redes franqueadas goianas subiu de 877 para 1.008 nos primeiros seis meses deste ano.

No topo da lista dos 10 segmentos mais procurados para abrir uma franquia em Goiás, o ramo de alimentação lidera com 785 franqueados, 31% do total. As franquias de saúde, beleza e bem-estar vêm em seguida, com 498 unidades (20%), as de moda com 315 unidades (12%) e as de serviços educacionais com 294 unidades (12%).

Vocação goiana
Diretora regional da ABF Centro-Oeste, Claudia Vobeto afirma que o crescimento de franquias no Estado está alinhado com o que acontece no Brasil, mas o perfil da economia goiana gera novas oportunidades de negócio. “O agronegócio interioriza o dinheiro e abre uma janela de oportunidades para quem quer abrir uma empresa de forma segura. Já temos as grandes redes de franquias indo para o interior e os pequenos também estão nesse movimento”, analisa.

Para Marcus Rizzo, da Rizzo Franchise, as redes de franquias têm alguns desafios à frente para manter esse crescimento. Um deles, destaca, é a localização estratégica do negócio. “Não é porque está no shopping center que vai dar certo”, ressalta, apontando ainda a necessidade de melhorar a operação destes negócios. “O lado saudável de crises econômicas é que purificam negócios, eliminando geralmente aqueles de estruturação ruim”, analisa.

Em termos regionais, Rizzo não vê vantagens comparativas de uma ou outra região para uma franquia. O mais importante é a relação que o franqueado estabelece com o negócio. “A melhor oportunidade é aquela que o franqueado escolhe de acordo com sua identificação e grande envolvimento”, enfatiza.

Fabiana Ribeiro abriu neste ano em Goiânia a franquia de calçados Uza e já planeja a segunda loja para 2018

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.