domingo, 14 de abril de 2024
Chega de marcha a ré: vendas de carros crescem em Goiás

Chega de marcha a ré: vendas de carros crescem em Goiás

  Depois de dois anos andando de marcha-ré, o mercado automotivo em Goiás comemora claros sinais de recuperação da economia e das suas vendas. Números obtidos com exclusividade pelo EMPREENDER EM GOIÁS mostram que a comercialização de automóveis e comerciais leves novos cresceram 7,3% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado, com […]

6 de outubro de 2017

 

Depois de dois anos andando de marcha-ré, o mercado automotivo em Goiás comemora claros sinais de recuperação da economia e das suas vendas. Números obtidos com exclusividade pelo EMPREENDER EM GOIÁS mostram que a comercialização de automóveis e comerciais leves novos cresceram 7,3% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado, com a venda de 5.248 unidades, ante 4.477 em setembro de 2016. Ao comparar janeiro a setembro deste ano com o mesmo período do ano passado, o crescimento foi de 6%, com a comercialização de 45.818 unidades, ante 43.228 em 2016.

Diretor do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores do Estado de Goiás (Sincodive-GO) e do Grupo Saga, Sérgio Maia diz que os resultados melhores já possibilitam prever crescimento das vendas de automóveis e comerciais leves em 8% neste ano e de 9,8% em 2018. “A inflação caiu e possibilitou a redução dos juros, com a consequente queda no endividamento da famílias”, frisa.

A recuperação das vendas este ano e a projeção otimista para 2018 se baseiam, de acordo com Sérgio Maia, nos últimos resultados dos indicadores que mostram a retomada da economia brasileira. Cita a queda antes do previsto do desemprego, o que permitiu uma melhora na confiança dos consumidores, a recuperação do crédito para compra de automóveis e a melhora da renda. “Não podemos nos esquecer ainda dos ótimos resultados do agronegócio, que foram responsáveis pelo aumento de 15% nas vendas de picapes este ano”, afirma Maia.

Com relação às taxas de juros, a expectativa do diretor do Sincodive-GO é que a taxa básica de juros da economia (Selic) deve encerrar o ano em 7% ou 7,5%, o que possibilita prever que os bancos devem operar com taxa em torno de 1% no próximo ano. O problema é que, embora mais consumidores estejam buscando crédito, o que explica o avanço das concessões, a seletividade dos bancos continua alta. Na média, conforme a Fenabrave, as financeiras estão aprovando 3,4 a cada 10 fichas de solicitação de financiamento para compra de carros

Para o próximo ano estão previstos vários lançamentos de sedãs, picapes e, principalmente, de SUVs, segmento que registou aumento de participação de 10% para 14% no mercado nacional. Isto deve movimentar ainda mais o setor automotivo em Goiás. Entre as novidades estão SUVs de entrada para concorrer com o Honda HR-V, Jeep Renegade, Ford EcoSport, Mitsubishi ASX, Chevrolet Tracker e Hyundai Creta. Virão também novos modelos na versão Premium e novidades no segmento dos carros de entrada.

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.