segunda-feira, 15 de abril de 2024
Chega de crise: Opus vai retomar obras de alto padrão

Chega de crise: Opus vai retomar obras de alto padrão

Depois de atravessar o maremoto da recente crise econômica brasileira e ter seu faturamento reduzido à metade em apenas dois anos, a Opus está pronta para retomar a média de lançar três empreendimentos de luxo por ano, a partir de 2018, sendo dois em Goiânia (Setor Marista) e um em Anápolis. Com isto, a empresa […]

19 de dezembro de 2017

Dener Justino: “Mesmo com a retomada ainda que lenta da economia, estamos confiantes”

Depois de atravessar o maremoto da recente crise econômica brasileira e ter seu faturamento reduzido à metade em apenas dois anos, a Opus está pronta para retomar a média de lançar três empreendimentos de luxo por ano, a partir de 2018, sendo dois em Goiânia (Setor Marista) e um em Anápolis. Com isto, a empresa espera recuperar um faturamento de R$ 250 milhões no próximo ano, recuperando-se da queda expressiva dos últimos anos, quando em 2016 baixou para R$ 125 milhões.

Dener Justino, sócio-diretor da Opus, afirma que entre 2015 e 2017 a empresa conseguiu erguer e vender apenas um empreendimento por ano, diferente dos anos anteriores, quando a média foi de três por ano. “Nesse período de crise, houve muitos distratos e tivemos que aguardar a redução desse estoque que tínhamos. Agora, com a retomada ainda que lenta da economia, estamos confiantes”, diz o empresário ao EMPREENDER EM GOIÁS, que neste mês publicou matéria com novos dados que apontam para a recuperação do mercado imobiliário goiano (leia aqui).

A Opus apostou (e se deu bem) no exigente nicho dos apartamentos de alto padrão, uma mudança no conceito de morar (muito) bem sem estar nos outrora almejados condomínios de casas nos arredores das cidades. São apartamentos amplos, espaçosos, com acabamento fino, arquitetura e decoração arrojadas. Há opções de duplex ou tríplex de 200 m² a mais de 500 m² em bairros valorizados.

A empresa tem unidades construídas e comercializadas em Goiânia, Anápolis e Palmas (TO). Ao todo, são 24 prédios residenciais e seis comerciais já entregues desde que a empresa foi criada, em 2007. Somados, a Opus já construiu 600 mil m² entregues a 3 mil clientes somente em Goiânia. Outros 150 mil m² serão entregues até 2020. Para erguer os prédios de luxo, Dener Justino banca 30% pela própria Opus, outros 30% são desembolsados pelos clientes e os 40% restantes vêm de financiamento bancário.

Novos mercados
Entrar em novos mercados e novos segmentos desse nicho também está nos planos de Dener Justino para 2018. Isso inclui reduzir o tamanho dos apartamentos, sem perder o perfil luxuoso, para atender a um contingente de pessoas com família menor (às vezes até sem família) que quer morar bem, mas com menos espaço. Um desses novos modelos estreará em Anápolis, com o “Forma Opus Jundiaí”, prédio com apartamentos de 155 m² a 189 m², com três ou quatro suítes.

Criada há 15 anos, a Opus apostou no exigente nicho dos apartamentos de alto padrão

O novo prédio em Anápolis estará numa área nobre da cidade, ao lado do Parque Ipiranga, seguindo a estratégia adotada pela empresa desde o seu primeiro empreendimento, o Twenty Five Park, prédio de apartamentos de 180 m² a 340 m² erguido em frente à Praça da T-25 no Setor Bueno, em 2007. Os prédios da Opus aliam localização e sofisticação como diferenciais de mercado. Como localização é uma das palavras-chave para a Opus, Dener Justino já tem garantido 12 terrenos para novos projetos, sendo oito em Goiânia, dois na capital tocantinense e dois em Anápolis. Projeta lançar esses empreendimentos até o final de 2020.

“Quando resolvi abrir o negócio observava que as plantas desse segmento eram sempre iguais, os quartos pequenos, poucas opções em termos de arquitetura, era o famoso control c, control v. Aí, resolvemos oferecer apartamentos com boa área, menos parede, mais integração de espaços, quartos maiores e arrojo no acabamento, arquitetura e decoração, além de estarem sempre nos melhores lugares, de boa acessibilidade, perto de muitos serviços, como escolas, comércio, bancos, enfim. Acho que o público estava ávido por isso”, detalha Dener, que é engenheiro civil com passagens por empresas do mercado imobiliário da capital goiana (esteve na Imobiliary, Encol e EBM, de onde saiu por último para criar a Opus).

De 2001 a 2006, a Opus funcionou apenas como uma empresa de investimentos. No ano seguinte, a marca passou a atuar como incorporadora e ergue com empresas parceiras o Twenty Five, seu primeiro prédio no Bueno. “2007 também foi um marco para nós em função da mudança do Plano Diretor de Goiânia, o que facilitou o aumento da oferta de terrenos na cidade”, conta.

A partir daí, Dener Justino programou então o lançamento de seis empreendimentos no ano seguinte, sendo quatro residenciais e dois comerciais. Na área comercial, são da Opus prédios como o Flamboyant Park Business (no Jardim Goiás), New Times Square e Connect Park Business, ambos no Setor Bueno, em Goiânia. No residencial, lançou o “Casa Opus”, ampliação das unidades dentro do padrão sofisticado que havia criado.

O primeiro prédio nesse conceito foi o “Casa Opus Vaca Brava”, torre única com 33 apartamentos de quatro suítes (409 m² a 528 m²) erguido na última área disponível em frente ao parque de mesmo nome, ao lado do shopping Goiânia, no setor Bueno. O espaço generoso e o luxo do imóvel, entregue em abril deste ano, custa a bagatela de R$ 7.500 o m², ou seja, cerca de R$ 3 milhões o modelo mais em conta.

A empresa possui atualmente 100 funcionários diretos, sendo 70 na parte administrativa e 30 em vendas.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.