terça-feira, 18 de junho de 2024
Projeto turístico vai juntar Rio Araguaia com águas termais

Projeto turístico vai juntar Rio Araguaia com águas termais

O gigante e caudaloso Rio Araguaia com piscinas de águas termais ao lado. Juntar esses dois dos maiores símbolos turísticos de Goiás num só lugar é o projeto que está sendo gestado no Thermas Água Santa, na área de uma fazenda de mesmo nome em Aragarças, a 345 quilômetros de Goiânia. “Água quente é muito […]

22 de julho de 2018

A fazenda de 84 alqueires tem 2,5 quilômetros de praia privativa às margens do rio Araguaia

O gigante e caudaloso Rio Araguaia com piscinas de águas termais ao lado. Juntar esses dois dos maiores símbolos turísticos de Goiás num só lugar é o projeto que está sendo gestado no Thermas Água Santa, na área de uma fazenda de mesmo nome em Aragarças, a 345 quilômetros de Goiânia. “Água quente é muito bom. Mas, Araguaia com água quente é covardia. E Água Santa tem”, dizia Tomás Procópio de Ávila, que adquiriu as terras em 1974 e acalentava a vontade de transformar o lugar numa pousada.

O projeto começou a receber o público neste mês, em 11 acomodações reformadas. O local já tem capacidade para atender até 500 turistas no modelo “day use” (visita durante o dia). Infraestrutura para receber até 25 motors home (os carros dotados de trailers para hospedagem) e 30 barracas de acampamentos também já está disponível. Uma rampa para barcos e canoas de pescadores e turistas também será disponibilizada no complexo, por ora sem custos, mas com operações a cargo dos próprios usuários.

A meta do Thermas Água Santa – nome dado pelos padres jesuítas que catequisavam índios na região durante o ciclo do ouro em Goiás – é ambiciosa e prevê o lançamento do parque aquático e hotel com 300 quartos nos próximos dois anos. O empreendimento é uma parceria entre as empresas Goiarte Soluções Construtivas em Concreto, Tropical Urbanismo e César Transportes e já consumiu R$ 10 milhões em investimentos.

Com o parque aquático e o hotel, o valor injetado chegará a R$ 65 milhões nos próximos anos, dependendo da demanda turística. A previsão é lançar o parque aquático no ano que vem e o hotel no ano seguinte. Os empreendedores garantem ter obtido todas as licenças necessárias. Para projetar o complexo, contam com serviços do escritório do arquiteto Carlos Mauad, o mesmo que já serviu a empresas do setor como a Rio Quente Resorts, Enotel (Porto de Galinhas) e Costa do Sauípe (Bahia).

“Estamos realizando um sonho de meu pai, que sempre viu aquele lugar como um patrimônio que não deveria servir só à família”, diz Sérgio Ávila, da Goiarte, em referência a Tomás Procópio de Ávila. Leandro Daher, diretor da Tropical, diz que a ideia é crescer organicamente, aproveitando o apelo especialmente das águas termais, explorando o potencial turístico às margens do rio, mas sempre respeitando o meio ambiente.

Toda a estrutura fica a menos de 100 metros do rio Araguaia, no município de Aragarças, a 345 quilômetros de Goiânia

Águas a 39ºC

Água quente à beira do Rio Araguaia é de fato a grande novidade no negócio, uma informação ainda pouco conhecida do grande público. A fazenda de 84 alqueires tem 2,5 quilômetros de praia privativa às margens do rio. A menos de 100 metros da margem, existem seis nascentes de águas que brotam da terra a 39 graus Celsius. Além de serem termais, as águas são naturalmente fluoretadas e consideradas medicinais pelo alto teor de lítio e puras para engarrafamento. Mas, a licença do DNPM é somente para balnearioterapia.

Apenas um dos poços, batizado com o nome do pai de Sérgio Ávila (Poço do Tomás), tem vazão de cerca de 100 mil litros por hora, com uma perfuração de apenas 17 metros. Somadas, as vazões dos seis poços chegam a 700 mil litros d´água por hora. Segundo o hidrogeólogo contratado pelo Thermas Água Santa para estudos do potencial dos poços, Sebastião Peixoto Filho, a ocorrência de águas termais em Aragarças acontece porque as rochas da região são porosas e permitem que as águas de precipitação pluviométrica infiltrem a grandes profundidades, onde a temperatura é elevada.

“Uma parcela dessa água infiltra na região da Serra do Taquaral, situada em Barra do Garças (MT) e vai a grande profundidade, onde é aquecida. Como a água quente é menos densa, a água fria infiltrada desce nesse circuito praticamente pressionando a quente para cima. Então, a água quente vai aparecer nos pontos em que a topografia é mais baixa”, explica.

O que aquece a água, segundo Peixoto, é o grau geotérmico da terra. “A cada 30 metros em média na crosta terrestre, temos o aumento de um grau de temperatura”, completa. Ele explica que, apesar da característica geológica da região, não é em qualquer ponto que a água termal aflora, pois a camada sedimentar com essas características não é uniforme. “Isso aumenta o potencial que temos lá, pois até hoje não foram identificadas outras nascentes termais ao longo do rio Araguaia”, diz Sérgio Ávila.

Piscina de água quente no Thermas Água Santa. Além de serem termais, as águas são naturalmente fluoretadas e consideradas medicinais pelo alto teor de lítio

Outros atrativos

De acordo com Leandro Daher, da Tropical, a proposta do Thermas Água Santa vai agregar outros atrativos e incrementar o turismo na região. “Estamos numa região de confluência de três cidades que gostamos de chamar de Encontro das Águas. A sede é Aragarças, mas temos atrativos em Barra do Garças e Pontal, uma região cujos atrativos vão além do rio”, diz Daher falando da proposta do projeto de expandir as experiências do turista durante sua estadia no Thermas Água Santa.

Quando concluído, o turista poderá experimentar não só as águas do rio e termais, como também terá à disposição passeios de barco para contemplar botos que habitam as águas do Araguaia na região, pesca esportiva, luaus e trilhas pela mata nativa da propriedade. “Tudo o que faremos lá tem o norte da responsabilidade ambiental e social, por isso não temos pressa. Estamos visitando diversos empreendimentos do gênero para fazer com o Thermas Água Santa seja uma experiência única e faça o turista voltar”, diz Daher revelando que, como os sócios não são da área de hotelaria, parcerias com empresas consolidadas no setor não estão descartadas.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

Últimas Publicações Últimas Publicações