domingo, 19 de maio de 2024
Grupo Itapoan, em fase de sucessão familiar, prepara novos investimentos

Grupo Itapoan, em fase de sucessão familiar, prepara novos investimentos

O agrimensor Pedro Torminn Borges foi um visionário quando, em 1961, recém-chegado de Sacramento (Minas Gerais), abriu em Goiânia a loja Móveis Itapoan em sociedade com o irmão José Torminn Borges. Atualmente, o Grupo Itapoan conta com três lojas no segmento de móveis e decoração – Via Condotti, Artefacto e Open Varandas (todas no Setor […]

23 de outubro de 2018

A loja Móveis Itapoan, aberta em 1961, deu início ao Grupo Itapoan, que, atualmente, conta com três lojas – Via Condotti, Artefacto e Open Varandas

O agrimensor Pedro Torminn Borges foi um visionário quando, em 1961, recém-chegado de Sacramento (Minas Gerais), abriu em Goiânia a loja Móveis Itapoan em sociedade com o irmão José Torminn Borges. Atualmente, o Grupo Itapoan conta com três lojas no segmento de móveis e decoração – Via Condotti, Artefacto e Open Varandas (todas no Setor Marista) – e deve entrar 2019 com projeto arrojado de investimentos nas unidades que empregam 80 funcionários.

O grupo conta ainda com dois depósitos de cerca de 2 mil metros quadrados no Jardim Goiás. A empresa tem tapeçaria própria e faz restauração de móveis. Os principais clientes são de cidades goianas, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e outras localidades do Centro-Oeste e do Norte do País.

“Nos anos 60, eles eram pioneiros, únicos e diferenciados. A loja era de muito bom gosto. Pedro, um otimista, tinha visão de empreender. Tudo que ele empreendeu na vida foi em mobiliário, sempre em prédio próprio”, conta Dominique Torminn Degrazia Campedelli , filha e sócia de Pedro. Ela lembra que o pai gosta de fazer o dinheiro circular e costuma dizer: “Gosto de dar emprego”.

Curioso, Pedro sempre viajou pelo mundo, visitando lojas, hotéis, restaurantes. “Foi visionário também nisso”, destaca Dominique. “Com discernimento, seguimos linhas consagradas, mas buscamos renovar sempre, até em pequenas alterações não tão perceptíveis para nos mantermos jovens. O mercado precisa desse estilo be young”, explica Andréa Torminn Senna, também filha e sócia.

José Torminn, Vera Lúcia e Pedro Torminn foram os responsáveis pela início e crescimento do Grupo Itapoan

Empreendedorismo na veia

Pouco depois da abertura da primeira loja – Móveis Itapoan que se tornou Itapoan Decorações -, os irmãos mineiros Pedro e José Torminn Borges abriram a Só Cortinas, ambas na Avenida Araguaia. José, que já trabalhava na área de mobiliário, mostrava sua veia comercial e de empreendedor. Pedro, incentivado pela construção de Brasília, acreditava no sucesso do negócio. Vera Lúcia Oliveira Borges, mulher de Pedro, fazia as compras em São Paulo e no Sul do País. Baiana, foi em sua homenagem que o negócio recebeu o nome em referência à praia de Salvador.

José deixou a sociedade e Vera se tornou sócia de Pedro em 1977, quando o casal transferiu a loja para a Avenida Goiás. A Itapoan, de linha clássica e tradicional, foi dividida em duas lojas, surgindo a Di Casa, mais popular e jovial. Vera implementou os negócios, contratando decoradores e arquitetas e ampliando a cartela de produtos com itens como revestimentos e cortinas. “Era um olhar mais feminino que renovava a empresa”, conta Dominique.

A visão de empreendedorismo e renovação levou o casal a inaugurar outra loja na charmosa Alameda República do Líbano, no Setor Oeste, em 1982. Com a mesma razão social Itapoan, o nome fantasia foi alterado para Via Condotti. A loja ganhou estilo moderno e renovou o mix de produtos.

DominiqueTorminn , Paulo Degrazia e Andréa Torminn administram as empresas do Grupo, mas com a participação da terceira geração

Treze anos depois, um dos mais importantes investimentos dos empresários foi a construção de um prédio próprio em outro ponto da República do Líbano, mantendo o estilo clássico, mas com viés contemporâneo. Durante cerca de quatro anos, Pedro e Vera mantiveram as duas lojas em funcionamento.

Até que em 2002 alçaram um voo mais alto, levando a loja para a luxuosa Avenida 136, no Setor Marista. A construção ampla e arrojada se tornou referência e atraiu outras empresas do segmento para a região. O universo do mobiliário passou a ter ali seu principal endereço, uma marca da decoração goiana, um referencial de luxo. As lojas estão presentes nas mostras de decoração e também contribuíram para que Goiânia se tornasse forte no segmento.

Em 1982, a loja Via Condotti iniciou suas atividades na Avenida República do Líbano, onde teve dois endereços, até se mudar para a atual sede, na Avenida 136

Em 2005, os empresários acrescentaram ao grupo uma franquia da Artefacto, em espaço vizinho ao da Via Condotti. Albino Bacci, fundador da marca, procurou Pedro, a quem já conhecia como cliente de móveis de fibras naturais, e ofereceu a franquia. Em 2009, a família montou a loja Open Varandas, uma multimarcas, a terceira empresa do grupo.

Paixão em família

A primeira sociedade entre os irmãos Pedro e José foi desfeita e aos poucos foi reforçando a característica familiar da empresa. Primeiramente com Vera Lúcia Oliveira Borges. Em 2010, Pedro e Vera dividiram a empresa. Ganharam como sócios as arquitetas Dominique Torminn Degrazia Campedelli e Andréa Torminn Senna, filhas do casal, e o geólogo Paulo Degrazia Campedelli, genro. Pedro, Vera, Dominique e Paulo assumiram as lojas Via Condotti e Open, enquanto Andréa e os pais ficaram com a Artefacto.

Em 2005, os empresários acrescentaram ao grupo uma franquia da Artefacto, em espaço vizinho ao da Via Condotti

A paixão de Pedro e Vera pelo negócio conquistou duas dos três filhos (Pedro Torminn Filho é médico). Dominique e Andréa cresceram conhecendo fábricas, fazendo compras com os pais, até que se formaram em arquitetura e começaram a trabalhar nas lojas, há mais de 30 anos, inicialmente fazendo projetos e atuando no comercial e nas compras. “Estudamos com direcionamento de nosso pai, objetivando cobrir uma carência do mercado e dar continuidade aos negócios da família”, contam as irmãs.

Após a abertura das lojas na Avenida 136, cresceu a atuação de Dominique e Andréa. Uma nova era surgia, com projetos mais arrojados e móveis de design. A transição familiar, segundo elas, foi natural. “A sucessão é um legado de um nome imaculado, já que nosso pai sempre honrou seus compromissos”, frisam.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.