quarta-feira, 29 de maio de 2024
Goiânia, aos 85 anos, uma capital empreendedora

Goiânia, aos 85 anos, uma capital empreendedora

Referência de qualidade de vida, beleza e hospitalidade, Goiânia completa 85 anos nesta quarta-feira (24/10). Mas a capital de Goiás também se destaca pela pujança dos negócios e pelo espírito empreendedor dos goianienses e das pessoas que a escolheram para viver . Para se ter ideia da vocação da capital pelo empreendedorismo, Goiânia ocupa a […]

24 de outubro de 2018

Galdino de Paula e Poliana Obeid, do Luiza Beauty: sucesso no negócio ao adotar sistema de parceria com os profissionais que trabalham no salão

Referência de qualidade de vida, beleza e hospitalidade, Goiânia completa 85 anos nesta quarta-feira (24/10). Mas a capital de Goiás também se destaca pela pujança dos negócios e pelo espírito empreendedor dos goianienses e das pessoas que a escolheram para viver .

Para se ter ideia da vocação da capital pelo empreendedorismo, Goiânia ocupa a 5ª colocação em Cultura Empreendedora e o 21ª lugar no ranking das melhores cidades para empreender do País, de acordo com levantamento realizado pela Endeavor Brasil, em 2017.

Também é líder no ranking de registros de criação de empresas do Estado com 6.081 novos negócios constituídos nos nove primeiros meses de 2018 , de acordo com a Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg). O número corresponde a 38% das 16.041 novas empresas criadas em Goiás, no período.

Exemplos

A possibilidade dos profissionais se formalizarem como Microempreendedores Individuais (MEI) também facilitou o protagonismo de Goiânia no mercado empreendedor. O Studio de Beleza Estética Personal Luiza Beauty é exemplo de como empreende de forma segura e responsável. Dos 30 profissionais contratados pelo salão de beleza, 25 são formalizados como MEI. A marca está no mercado há 37 anos e faz parte do hall de empresas que cresceram junto com Goiânia.

Rut Vinhal e Cátia Alves, da Rucca’s Torteria, começaram fazendo tortas apenas para amigos e vizinhos. Depois, expandiram atuação no mercado

De acordo com o proprietário Galdino de Paula, o número de profissionais é o resultado de uma parceria. “Somos formalizados como microempresa, optante do Simples Nacional. No entanto, nossos parceiros são MEI, dentre eles: manicures, cabeleireiros, esteticistas e fisioterapeutas. O MEI é a melhor alternativa para a regularização do segmento, dando segurança para o trabalhador e para o empreendedor. Destacamos o trabalho do Sebrae neste sentido, que vem se firmando como grande incentivador do MEI”.

Outro exemplo de esforço que, assim como a cidade de Goiânia, superadesafios diariamente, é a empreendedora Andréia Batista, mãe de quatro filhos e que uniu o talento para fazer sorvetes e picolés, com o desejo de ter o próprio negócio. Com a ajuda do Sebrae, ela desenvolveu a marca, o design dos produtos e patente. Antes de se tornar empresária, Andréia formou-se em engenharia de alimentos.

Com atividades intensas de cuidados com os seus filhos e afazeres domésticos, ela conseguiu agregar a rotina com o sonho de ter o próprio negócio. Andréia conta que a ideia norteadora de oferecer produtos naturais veio de sua experiência com os filhos. “Minhas filhas caçulas não podiam ingerir produtos com corantes. A partir daí, comecei a desenvolver e buscar alimentos naturais. Elas foram as primeiras a apreciarem os produtos”, disse.

Tortas

A capacidade de comunicação do goianiense associado ao esforço do trabalho e vontade de vencer são ingredientes infalíveis para a gestão de um negócio de sucesso. A paixão de Rut Vinhal na confecção de tortas doces a encorajou a colocar em prática o sonho de empreender. Ao lado da sócia, Cátia Alves, elas personificaram o desejo antigo de gerir o próprio negócio e a Rucca’s Torteria tornou-se realidade no ano de 2018.

“Quando iniciamos eu era professora e Cátia Alves, até então, sem experiências com trabalhos externos. Nós duas tínhamos o objetivo de aumentar a renda familiar e, assim, proporcionar uma qualidade de vida a nós e a nossas famílias, além de conquistar o nosso espaço na sociedade como mulheres empreendedoras”, conta Rut Vinhal.

Com a iniciativa de reconhecer e valorizar histórias de mulheres que são exemplos para o empreendedorismo, o Sebrae Goiás promoveu o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2017. Ruth Vinhal foi a vencedora da primeira colocação da categoria Pequenos Negócios e representou Goiás na etapa nacional. Das tortas produzidas apenas para amigos e vizinhos, a empresária conseguiu expandir sua atuação no mercado.

Parceria

O Sebrae entende que o poder da transformação está nas pessoas e, por isso, a entidade é parceira dos pequenos e médios empreendedores, afinal, apesar das dificuldades, esse segmento é um dos maiores responsáveis pela geração de emprego e renda no país. Em Goiânia não é diferente.

“A cidade de Goiânia é jovem, mas enfrenta desafios gigantes e o Sebrae reafirma o compromisso de caminhar junto dos goianienses para que a capital continue a se desenvolver de maneira positiva, com igualdade de oportunidades e progresso. A posição geográfica é privilegiada, as pessoas são aguerridas e a cidade ocupa uma das primeiras posições no índice de qualidade de vida. Todos esses ingredientes são motores para que avancemos para tornar Goiânia a grande capital dos negócios no país”, afirma o superintendente do Sebrae Goiás, Igor Montenegro.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.