quinta-feira, 18 de julho de 2024
Com Black Friday, comércio goiano tem a maior alta em novembro desde 2000

Com Black Friday, comércio goiano tem a maior alta em novembro desde 2000

Com a ajuda da Black Friday, as vendas no varejo goiano no mês de novembro aumentaram 5,4% na comparação com outubro, a maior alta na série histórica da Pesquisa Mensal de Comércio, iniciada em 2000 (série com ajuste sazonal). Com isso, o comércio goiano compensou os primeiros meses negativos, permanecendo estável com um acumulado no […]

16 de janeiro de 2019

Com a ajuda da Black Friday, as vendas no varejo goiano no mês de novembro aumentaram 5,4% na comparação com outubro, a maior alta na série histórica da Pesquisa Mensal de Comércio, iniciada em 2000 (série com ajuste sazonal). Com isso, o comércio goiano compensou os primeiros meses negativos, permanecendo estável com um acumulado no ano de 2018 de 0,0%.

A alta de 5,4% interrompe duas taxas negativas consecutivas, -0,8% e -1,6% de outubro e setembro, respectivamente. No mesmo sentido, em novembro de 2018 o Brasil também teve um avanço de 2,9% no volume de vendas, em comparação com outubro de 2018, na série com ajustes sazonais.

Em novembro de 2018, o volume de vendas do comércio varejista de Goiás subiu 6,9% na comparação com o mesmo mês em 2017. Goiás registrou a segunda alta consecutiva na variação no volume de vendas. É a oitava variação positiva na Pesquisa Mensal de Comércio para Goiás este ano. O Brasil subiu 4,4%, na mesma base de comparação.

O comércio varejista ampliado goiano (varejo e mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção) registrou avanço de 9,2%, na comparação com mesmo mês do ano anterior. As taxas acumuladas no ano e nos últimos 12 meses foram de 2,6% e 1,3%, respectivamente.

Atividades

O crescimento de 6,9% no volume de vendas do comércio varejista em novembro de 2018,quando comparado com novembro de 2017, foi puxado positivamente por cinco atividades. As que tiveram maior crescimento foram: Outros artigos de uso pessoal e doméstico (+49,9%), Tecidos, vestuário e calçados (+22,0%) e Móveis e eletrodomésticos (+8,8%). Já as atividades que tiveram queda, vale ressaltar a de Livros, jornais, revistas e papelaria (-61,3%), 23ª queda consecutiva, e Combustíveis e lubrificantes (-1,8%).

Já em relação ao Comércio Varejista Ampliado, o volume de vendas, em novembro de 2018, teve uma variação de positiva de 9,2%, na mesma base de comparação. Destaque para o setor de Veículos e motos, partes e peças que teve um aumento de 18%.

Regionalmente, para o volume mensal de vendas do comércio varejista, 24 das 27 unidades da federação assinalaram avanço em novembro de 2018 sobre o mesmo mês do ano anterior. Goiás foi o Estado que teve o oitavo maior aumento quando comparado com as outras unidades da federação.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.