domingo, 14 de abril de 2024
Industriais goianos estão otimistas para 2019

Industriais goianos estão otimistas para 2019

  Os industriais goianos estão otimistas com a recuperação da economia e, por isso mesmo, manifestam disposição em retomar os investimentos. É o que revela o Índice de Confiança do Empresário Industrial Goiano (ICEI), da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg, cuja pesquisa foi realizada entre 7 e 17 de janeiro com empresas […]

24 de janeiro de 2019

 

Os industriais goianos estão otimistas com a recuperação da economia e, por isso mesmo, manifestam disposição em retomar os investimentos. É o que revela o Índice de Confiança do Empresário Industrial Goiano (ICEI), da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg, cuja pesquisa foi realizada entre 7 e 17 de janeiro com empresas de pequeno, médio e grande portes.

O ICEI de janeiro ficou em 62,5 pontos, mas, apesar de uma retração de 1,6 ponto em relação ao mês de dezembro/2018, o índice está 3,4 pontos acima do índice apurado no mesmo período do ano passado, revelando o otimismo dos empresários.

Segundo a economista da Fieg Januária Guedes, a queda em relação ao último mês foi registrada em todos os setores, sobretudo pela percepção das empresas de pequeno e médio portes. “Porém, mesmo com queda, os empresários se mantêm confiantes, já que os índices dessas empresas continuaram acima dos 60 pontos e, na análise interanual, houve aumento no índice de confiança das empresas nos três portes analisados”, concluiu.

Indicadores

Dentre os componentes do ICEI, o que mais influenciou o resultado de janeiro foi o Indicador de Condições, que mede as condições atuais de negócio comparadas com os últimos seis meses. Em janeiro, o indicador ficou em 49,3 pontos, queda de 4,6 pontos na comparação com dezembro de 2018. Na comparação com janeiro de 2018, a queda foi de 1.0 ponto. “Desde junho do ano passado, o indicador esteve apenas duas vezes acima dos 50 pontos, o que mostra que, mesmo com a confiança em alta, o empresário ainda ressente as condições correntes de negócio”, afirmou.

Já o Indicador de Expectativas, segundo componente do ICEI, manteve-se no mesmo patamar do mês anterior, com 69,2 pontos. Esse é um dos melhores resultados desde 2011, quando atingiu os 70 pontos. O Indicador de Expectativas mede as perspectivas para os próximos seis meses e o resultado atual está 5,8 pontos acima do resultado de janeiro de 2018. “Pode-se dizer que mesmo percebendo uma piora em suas condições correntes de negócio, o empresário goiano está confiante em uma melhora no futuro próximo”, explica Januária Guedes.

Nacionalmente, o ICEI revelou aumento tanto na análise mensal quanto na análise interanual. O índice chegou a 64,7 pontos, melhor resultado desde 2010. A trajetória da confiança do empresário brasileiro se tornou ascendente em outubro do ano passado e se mantém desde então.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.