sábado, 13 de abril de 2024
155 mil empresas estão negativadas em Goiás

155 mil empresas estão negativadas em Goiás

Cerca de 155 mil empresas estão inscritas hoje no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais, o Cadin Estadual. A dívida tributária desses contribuintes soma R$ 3,5 bilhões. Este número deve aumentar ainda mais neste mês: a Secretaria da Economia efetivará a inscrição de outros 13,4 mil contribuintes que estão com […]

19 de setembro de 2019

Cerca de 155 mil empresas estão inscritas hoje no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais, o Cadin Estadual. A dívida tributária desses contribuintes soma R$ 3,5 bilhões. Este número deve aumentar ainda mais neste mês: a Secretaria da Economia efetivará a inscrição de outros 13,4 mil contribuintes que estão com pendências no Pré-Cadin, que é a fase antecedente ao Cadastro, com dívidas que somam R$ 96,2 milhões.

Os contribuintes foram notificados para regularizarem os débitos. Caso não o façam, serão inscritos no Cadin Estadual, para onde são enviadas as dívidas tributárias e não tributárias com valores superiores a R$ 150,00, não havendo limite.

Com isto, as empresas inadimplentes ficam impedidas de celebrar contratos administrativos que envolvam recursos financeiros do poder público e não podem receber auxílios, incentivos fiscais ou financeiros. Também ficam impedidos de ter concessão de empréstimos e financiamentos de qualquer natureza do poder público.

O acesso ao cadastro de inadimplentes pode ser realizado no site www.economia.go.gov.br, no banner Cadin Estadual. Após regularizar o débito, a exclusão é feita com o reconhecimento do pagamento.

 

O QUE ACONTECE COM O DEVEDOR:

  1. É inscrito no Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais (Cadin), não podendo contratar com o serviço público;
  2. Terá a certidão de dívida ativa enviada a protesto nos cartórios de títulos, com custas para o contribuinte;
  3. Inclusão na Serasa, tendo impedimento de contratar com o Estado;
  4. Impedimento de obter crédito em bancos e no comércio, participar de qualquer concorrência pública, bem como receber pagamentos de contratos com o Estado ou gozar de benefícios fiscais;
  5. Aqueles que possuem Termo de Acordo de Regime Especial (Tare) também terão os benefícios suspensos.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.