quinta-feira, 7 de dezembro de 2023
Goiânia é a 40ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil

Goiânia é a 40ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil

Goiânia é considerada a 40ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil em 2019, segundo a quinta edição do Ranking Connected Smart Cities, elaborado pela consultoria Urban Systems em parceria com a empresa de organização de eventos Sator. Além da capital, Itumbiara (74º) e Jataí (85ª) também ficaram no grupo das 100 cidades mais bem […]

22 de setembro de 2019

Na 40ª posição, Goiânia está entre as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil, de acordo com a quinta edição do Ranking Connected Smart Cities

Goiânia é considerada a 40ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil em 2019, segundo a quinta edição do Ranking Connected Smart Cities, elaborado pela consultoria Urban Systems em parceria com a empresa de organização de eventos Sator. Além da capital, Itumbiara (74º) e Jataí (85ª) também ficaram no grupo das 100 cidades mais bem ranqueadas, cuja liderança foi conquistada por Campinas (SP), seguida por São Paulo, Curitiba, Brasília e São Caetano.

Na edição deste ano, Goiânia se destacou nas áreas de tecnologia e inovação (20º lugar) , mobilidade e acessibilidade 23º), empreendedorismo (30º), meio ambiente (52º) saúde (57º), economia (93º). Itumbiara foi destaque em meio ambiente (20º), empreendedorismo (33º) e educação (65º). Jataí conquistou o 48º lugar no aspecto urbanismo e 65º no meio ambiente. Já Mineiros (37º), Inhumas (73º) e Goianésia (87º) se destacaram na área da saúde

Embora não ranqueadas entre as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil, outras seis cidades goianas conquistaram posições importantes em alguns dos 11 eixos temáticos da pesquisa da Urban Systems. Senador Canedo ficou no 29º lugar na área de urbanismo e Planaltina em 96º. Goianésia conquistou a 29ª posição no meio ambiente. Anápolis ficou em 68º lugar em empreendedorismo e 96º em tecnologia e inovação

Indicadores

O levantamento é composto por 70 indicadores de 11 eixos temáticos como mobilidade e acessibilidade, urbanismo, meio ambiente, economia, governança, tecnologia e inovação, empreendedorismo, educação, saúde, segurança e energia, compreendendo desde questões de infraestrutura da cidade, serviços públicos oferecidos, instrumentos de planejamento, transparência, capital humano, espaços de geração de conhecimento, comunicação e outros.

Na edição deste ano, o ranking incorporou seis indicadores novos baseados na Norma Técnica ISO 37120, que são o uso de veículos de baixa emissão de poluentes, dois critérios relativos à força de trabalho — percentual da força ocupada em setores de tecnologia e comunicação e percentual da força ocupada nos setores de educação e pesquisa —, numero de computadores e laptops em escolas públicas, percentual de resíduos plásticos recuperados na cidade e percentual da população que vive em regiões de baixa e media densidade.

Há uma pontuação de peso 1 para 69 variáveis e peso 0,5 para a escolaridade do prefeito. Dessa forma, a pontuação máxima deste ano é de 69,5. Campinas, a cidade primeira colocada, registrou 38,977 pontos.

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.