terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
Goiânia lidera alta do aluguel residencial

Goiânia lidera alta do aluguel residencial

O custo do aluguel residencial em Goiânia teve a maior alta entre as 25 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap.

21 de fevereiro de 2023

Mesmo com a alta, o valor médio do aluguel em Goiás é o segundo mais barato entre 25 capitais brasileiras

O aluguel residencial subiu 3,29% no mês passado em Goiânia. O percentual de aumento é o maior entre as 25 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap. Também ficou bem acima da média nacional (1,21%) e da inflação oficial (IPCA) no mês de janeiro, de 0,53%. Depois, vieram Florianópolis (+2%), Fortaleza (+1,94%); Curitiba (+1,75%); Rio de Janeiro (+1,75%) e Brasília (+1,23%).

É a segunda pesquisa do Índice FipeZap em que Goiânia aparece numa posição nada confortável. O EMPREENDER EM GOIÁS (EG) divulgou no sábado (18/2) que, com aumento de 20%, a capital goiana ficou em primeiro lugar no levantamento sobre preço médio de venda de imóveis residenciais entre 16 capitais pesquisadas. Isso no período de 12 meses até janeiro deste ano.

Mesmo com a alta, o preço médio do aluguel na capital goiana ficou em R$ 27,14m². Conforme a pesquisa, é o segundo mais baixo, perdendo apenas para Fortaleza (23,70 m²). O mais caro é praticado em São Paulo (R$ 45,90/m²), seguido por Recife (R$ 42,88/m²), Florianópolis (R$ 39,79/m²), Rio de Janeiro (R$ 38,31/m²) e Brasília (R$ 36,87/m²). O preço médio do País foi de R$ 37,13/m² em janeiro.

Investimento

Para quem quer investir em imóveis para ganhar com locação, o retorno do investimento médio com aluguel é de 5,19% ao ano. Portanto, ainda muito aquém do que se ganha em aplicações simples de renda fixa, que hoje remuneram 13% ao ano. As melhores taxas de retorno estão em Recife (6,89% ao ano), seguido de Salvador (6%) e São Paulo (5,4%).

O levantamento considera apenas os preços dos novos anúncios inseridos na plataforma imobiliária do Zap+, deixando de fora locações já contratadas e reajustadas anualmente.

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.