segunda-feira, 4 de março de 2024
Goiás avança 2 posições em ranking de competitividade

Goiás avança 2 posições em ranking de competitividade

Estado alcançou a sétima colocação nacional no estudo do Centro de Liderança Pública, a sua melhor colocação na série histórica.

23 de agosto de 2023

Goiás é destaque nacional no Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), divulgado nesta quarta-feira (23/8). O estado atingiu a sua melhor posição da história, na sétima colocação, duas acima do levantamento do ano passado. Com isto, recebeu o ‘Prêmio Destaque Crescimento’. Este é o melhor resultado do estado desde 2016, quando o levantamento foi reformulado e passou a seguir os atuais parâmetros.

O estudo atribui notas a sete pilares. No de potencial de mercado, Goiás aumentou sete posições e foi o primeiro colocado no ranking nacional. Em capital humano, o estado aumentou seu desempenho em 17 pontos e alcançou a terceira posição. Em solidez fiscal, é o oitavo, depois de subir três pontos. Já nos quesitos eficiência da máquina pública e infraestrutura, Goiás ficou na nona posição, avançando, respectivamente, 4 e 11 pontos. Na avaliação do governador Ronaldo Caiado, o ranking será uma importante ferramenta para tomada de decisão e ajustes nos pilares que necessitam de atenção.

O estado que mais ganhou posições em 2023 foi o Maranhão, que subiu cinco casas, passando da 26ª para a 21ª colocação. Assim como nas últimas nove edições, São Paulo segue na 1ª colocação do Ranking de Competitividade dos Estados. Do mesmo modo, Santa Catarina permanece na 2ª posição. O mesmo acontece com Paraná e Distrito Federal, que seguem na 3ª e 4ª colocações, respectivamente. O Rio Grande do Sul voltou ao top 5, enquanto Minas Gerais chegou à 6ª posição, assim como nos levantamentos de 2017 e 2018.

Já o estado que mais perdeu posições foi a Bahia, que saiu da 17ª para a 24ª colocação em 2023. Por fim, o melhor estado das regiões Norte e Nordeste é o Ceará, na 12ª posição.

O ranking

O Ranking de Competitividade dos Estados tem como objetivo principal alcançar um entendimento profundo e abrangente das 27 unidades da federação. Traz uma ferramenta simples e objetiva para pautar a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade e da gestão pública dos seus Estados.

Ao mesmo tempo, segundo a CLP, ele pode representar também uma ferramenta bastante útil para o setor privado balizar decisões de investimentos produtivos. Porque oferece critérios de atratividade em bases relativas entre os Estados, de acordo com as especificidades de cada projeto de investimento.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.