terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
Valor da produção agrícola goiana bate recordes

Valor da produção agrícola goiana bate recordes

O valor da produção das principais culturas do Estado atingiu R$ 77,1 bilhões em 2022, representando 9,3% do valor de produção nacional.

14 de setembro de 2023

A soja respondeu por 55,7% de todo o valor da produção goiana, chegando a R$ 43 bilhões

A agricultura goiana alcança, mais uma vez, novos recordes. Em 2022, o valor da produção das principais culturas do Estado foi de R$ 77,1 bilhões, quase 24% maior que o registrado em 2021 (R$ 62,4 bilhões). Também representa 9,3% do valor da produção nacional (R$ 830,1 bilhões). É o maior índice percentual alcançado, revelou nesta quinta-feira (14/9) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ao divulgar a pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) 2022.

A soja foi um dos maiores responsáveis por esse aumento recorde. Sozinha, a oleaginosa respondeu por 55,7% de todo o valor da produção do Estado, chegando a R$ 43 bilhões. Na passagem de 2021 para 2022, subiu de 10% para 12,4% na participação nacional do valor de produção de soja.

Outra boa notícia é que Goiás, ao alcançar 15,2 milhões de toneladas, se tornou o segundo maior produtor de soja do país, devido às quedas nas produções do Paraná e no Rio Grande do Sul. O aumento da produção se deve ao maior destino de área para a plantação da cultura no Estado. Em Goiás, foram destinados 4,1 milhões de hectares para o plantio da soja, aumento de 6,9% em relação a 2021.

Ranking

Rio Verde (1,6 milhão de toneladas) registrou aumento de 11% na produção em relação a 2021, subindo duas posições no ranking nacional e tornando-se o segundo maior município produtor de soja do país. Sorriso, em Mato Grosso, é o primeiro com 2,1 milhões de toneladas. Jataí ficou em 11º, com 1,2 milhão de toneladas, e Cristalina na 15ª posição, com 1,1 milhão de toneladas. A produção destes três municípios representa 25,1% da produção de soja de Goiás.

Área plantada

Conforme o IBGE, houve aumento também na área plantada em Goiás, considerando todas as culturas levantadas na pesquisa. Em 2022, foram 7,7 milhões de hectares, o que representou uma ampliação de 323,6 mil hectares, área 4,4% superior à registrada no ano anterior, que foi de 7,3 milhões de hectares. Ressalta-se também que é o maior da série histórica. No ano passado, a soja ocupou 53,7% do total de área plantada no Estado, aumentando 6,9% na comparação com 2021. O milho também teve crescimento em sua área destinada a plantio, subindo 3,2%. Destaca-se a queda de 8,3% na área plantada do feijão.

Milho

Em 2022, Goiás produziu 10,7 milhões de toneladas de milho, mas caiu duas posições no ranking nacional, tornando-se o quarto maior produtor do país. Rio Verde, o maior produtor em Goiás, apresentou queda de 25,4% na produção em comparação a 2021, caindo duas posições no ranking nacional, tornando-se o quarto maior produtor do país. Jataí apresentou alta de 16,2% em 2022, ganhando uma posição no ranking, tornando-se o sétimo maior produtor de milho do país.

Cana-de-açúcar

A cana-de-açúcar em Goiás também foi destaque na pesquisa do IBGE. A cultura tinha 9,4% de participação nacional do valor de produção em 2021 e passou para 13% em 2022, com um valor de R$ 12,2 bilhões. A produção goiana de cana-de-açúcar teve um aumento de aproximadamente 1,5 milhão de toneladas. Com a alta, o Estado mantém-se como o segundo maior produtor do país, com produção de 73,5 milhões de toneladas, atrás de São Paulo (420,7 milhões de toneladas) e à frente de Minas Gerais (73,3 milhões de toneladas). Os principais municípios goianos produtores são Quirinópolis (3º maior produtor do país), Goiatuba (10º) e Itumbiara (12º).

Sorgo

Segundo a pesquisa Produção Agrícola Municipal de 2022, Goiás se mantém como o principal produtor de sorgo do país. A produção total registrada pelo IBGE é de 1,0 milhão de toneladas, volume 8,3% menor que a de 2021. Contudo, foram adicionados 7 mil hectares da cultura em território goiano no ano passado. Os municípios de Rio Verde e de Paraúna se mantêm como os maiores produtores de sorgo do país. O Estado mantém cinco municípios entre as sete maiores produções do país.

Tomate

Apesar da queda de 3,2% em quantidade produzida em relação ao ano anterior, Goiás continua líder na produção de tomate do país. Foram 993,5 mil toneladas de tomate produzidas no Estado em 2022. Cristalina é o maior produtor de tomate do Brasil, seguido por Morrinhos. Goiás possui 5 entre os 15 maiores produtores de tomate do país.

Saiba mais: Conab confirma Goiás como 3º maior produtor agrícola

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.