terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
IPCA-15: inflação desacelera em Goiânia

IPCA-15: inflação desacelera em Goiânia

O IPCA-15, considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,15% em novembro em Goiânia, a segunda menor alta do país.

28 de novembro de 2023

Energia elétrica continua pressionando a inflação em Goiânia

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 – IPCA-15, considerado a prévia da inflação oficial (IPCA), subiu 0,15% em novembro em Goiânia. É a segunda menor alta do país, embora o quarto aumento consecutivo. A informação, divulgada nesta terça-feira (28/11), é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o aumento, a inflação acumulada em 2023 na capital goiana atinge 3,23%, o menor índice do país. Também menor que a alta de 0,63% registrada em outubro. Em novembro do ano anterior, o acumulado da capital goiana foi de 4,11%.

Grupos

Dos nove grupos pesquisados pelo IBGE, sete tiveram altas em novembro. O principal destaque veio do grupo habitação (1,84%), pressionado pela energia elétrica (aumento de 7,41%). Houve alta também no grupo alimentação e bebidas (0,94%), segundo grupo com maior peso na cesta de compras das famílias com rendimentos entre 1 e 40 salários-mínimos.

O grupo com maior peso na pesquisa é o dos transportes, que apresentou queda de 1,44% em novembro. Com destaque para redução média nos preços dos combustíveis (-5,22%) e do veículo próprio (-0,20%). Em contrapartida, houve novo aumento de 20,2% das passagens aéreas, gerando um acumulado de 54,31% no ano e de 61,53% em 12 meses.

Saiba mais: Goiânia tem os maiores índices de inflação do país

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.