sábado, 2 de março de 2024
Rio Quente Resorts terá investimento de R$ 200 milhões

Rio Quente Resorts terá investimento de R$ 200 milhões

O projeto, já em andamento, se chama In Casa, espécie de hotel com 40 casas em que os hóspedes terão mais privacidade e um clube exclusivo.

30 de dezembro de 2023

o empreendimento In Casa terá 40 casas de 350 metros quadrados com um clube exclusivo.

A Aviva investirá R$ 200 milhões em uma nova expansão no seu completo turístico Rio Quente Resorts, em Goiás. O projeto, já em andamento, se chama In Casa, espécie de hotel em que os hóspedes terão mais privacidade. Além de experiências exclusivas, como ter um jantar preparado por um chef.

Com investimento de cerca de R$ 500 mil, o hóspede poderá usufruir da hospedagem durante duas semanas por ano no destino goiano. Trata-se da multipropriedade imobiliária, modelo em que o empreendimento é dividido entre vários “donos”.

Esse tipo de serviço está na moda no país, com diversos empreendimentos lucrando com a venda de lotes para férias em família.

Segundo detalhes divulgados pela IstoÉ Dinheiro, o empreendimento In Casa terá 40 casas de 350 metros quadrados com um clube exclusivo. Os hóspedes também poderão usar toda a estrutura do Rio Quente Resorts. O plano é que o espaço comece a funcionar em 2025 e cada cliente terá o direito de uso por 25 anos.

Bahia

A Aviva também fará investimentos no seu parque aquático na Costa do Sauípe, na Bahia. A ideia é seguir o modelo do Hot Park, que funciona no Rio Quente Resorts, em que o hóspede pode aproveitar os brinquedos aquáticos. No caso, será possível comprar a entrada apenas para passar o dia. A expectativa é que esse novo produto aumente a idade e os dias de permanência no resort.

“Nosso cliente médio hoje no Rio Quente Resorts é o da família e na Costa do Sauípe é o do casal sem filhos. A gente quer chamar mais famílias para a Costa do Sauípe com um equipamento para a família toda”, explicou o CEO da Aviva, Alessandro Cunha.

O investimento no parque baiano será de R$ 350 milhões. A obra está prevista para começar em 2024 e deve levar cerca de três anos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.