segunda-feira, 4 de março de 2024
Carnaval deve movimentar mais de R$ 1 bilhão em Goiás

Carnaval deve movimentar mais de R$ 1 bilhão em Goiás

Em ritmo de recuperação pelo quarto ano seguido, é a primeira vez que o faturamento deve superar o patamar anterior à pandemia.

29 de janeiro de 2024

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que o Carnaval 2024 deve movimentar R$ 1,2 bilhão em Goiás. Trata-se de um crescimento de 3,4% em relação ao ano passado. No Brasil, segundo levantamento da entidade, este aumento será maior. A folia deve movimentar 10% a mais que o registrado em 2023.

Em ritmo de recuperação pelo quarto ano seguido, esta é a primeira vez que o faturamento deve superar o patamar anterior à pandemia de covid-19.

“Os dados do faturamento do setor de turismo, tanto nacionais quanto regionais, apontam o crescimento da atividade nos últimos anos. O efeito do carnaval, como um evento isolado, contribui para a recuperação econômica do segmento de maneira geral e expressiva”, destaca o presidente da CNC, Roberto Tadros.

Os três estados que lideram a projeção de crescimento do setor são Minas Gerais (20,2%), Paraná (14,5%) e Rio Grande do Sul (12,2%). Goiás fica na 9ª posição neste ranking, com o avanço projetado de 3,4%.

Faturamento

Curiosamente, conforme as projeções da CNC, o campeão de faturamento das atividades turísticas no mês do carnaval deve ser São Paulo, com expectativa de R$ 16,3 bilhões. Já o Rio de Janeiro aparece, e com certa distância, em segundo lugar com R$ 5,3 bilhões. Seguido por Minas Gerais, com R$ 5,2 bilhões. Empatados, vêm Bahia e Rio Grande do Sul, com previsão de R$ 2,7 bilhões.

“O faturamento das atividades turísticas no mês do carnaval reflete a dinâmica econômica geral de cada Estado e, quanto maiores o fluxo turístico, a população residente e a renda média, mais alta a projeção”, pontua Felipe Tavares, economista-chefe da CNC. Nesse sentido, São Paulo assume a liderança isolada, já que abriga cerca de 20% da população brasileira.

Conforme Felipe Tavares, 2024 deve manter essa tendência de crescimento. “A profissionalização da atividade do turismo nos últimos anos, além da maior demanda por esses serviços, justifica o surgimento de destinos menos tradicionais como protagonistas para os turistas que buscam aproveitar esse período não somente para as grandes festas de carnaval”, explica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.