segunda-feira, 15 de abril de 2024
IPCA-15: Goiânia tem a maior alta do país

IPCA-15: Goiânia tem a maior alta do país

O resultado foi puxado pelos aumentos registrados nos grupos transportes e educação

27 de fevereiro de 2024

Conforme o IBGE, o grupo educação registrou aumento de 4,03% em Goiânia

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial do país, subiu 1,07% este mês em Goiânia. É a maior alta entre as capitais pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e também superior à média nacional, que foi de 0,78% em fevereiro.

Na análise por grupos, seis dos nove apresentaram alta na prévia da inflação em Goiânia. Destaque para o grupo transportes (2,35%), que foi pressionado pela variação nos preços dos combustíveis de veículos (7,76%). Esse, por sua vez, se destacou pelo aumento nos preços da gasolina (7,28%) e etanol (12,99%). O óleo diesel continua em queda, com variação de -0,32% no mês de fevereiro.

Também pesou o aumento do grupo educação (4,03%), com destaque para os cursos regulares (4,56%), por conta dos reajustes habitualmente praticados no início do ano letivo. Nesse, os aumentos ocorreram no ensino superior (0,27%), ensino fundamental (6,82%), pré-escola (10,38%) e no ensino médio (9,49%).

Por outro lado, foram registradas quedas nos preços das carnes (-0,97%), energia elétrica residencial (-0,69%) e do transporte público (-5,82%).

Em comparação ao mesmo período do ano passado, a inflação em Goiânia também subiu: 1,07% em fevereiro de 2024 contra 0,41% em fevereiro de 2023. No acumulado do ano, a alta é de 1,31%, enquanto no Brasil é de 1,09%. Nos últimos 12 meses, a inflação na capital goiana acumula alta de 4,54%, acima da média nacional de 4,49%.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.