quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Resíduo sólido: Votorantim e Lidera fazem parceria

Resíduo sólido: Votorantim e Lidera fazem parceria

O objetivo é atender indústrias goianas que buscam melhorar o gerenciamento de seus resíduos sólidos.

23 de janeiro de 2023

Fábrica da Votorantim em Edealina coprocessa resíduos de indústrias goianas

O grupo Votorantim Cimentos, por meio da sua empresa Verdera, fechou parceria com a Lidera Response, que tem sede em Aparecida de Goiânia. O objetivo é atender indústrias goianas que buscam melhorar o gerenciamento de seus resíduos sólidos. Prometem eliminar completamente os materiais inservíveis sem gerar passivos ambientais, por meio do coprocessamento. A empresa goiana recebe os resíduos das indústrias e realiza a preparação para que, posteriormente, tenham uma destinação final na empresa da Votorantim.

O coprocessamento é uma tecnologia utilizada como destinação adequada e ambientalmente correta para eliminação de diferentes tipos de resíduos. Os resíduos são completamente destruídos nos fornos da Votorantim, sem restar qualquer passivo ambiental, devido as altas temperaturas inerentes ao processo de fabricação do cimento. Ao ser transformado em energia, os resíduos industriais deixam de ir para os aterros sanitários.

“Nosso objetivo é auxiliar as empresas a gerenciarem seus resíduos de forma correta e sustentável. Por meio do coprocessamento, geramos um impacto positivo para as indústrias e para a sociedade ao eliminar resíduos do planeta por meio de uma tecnologia limpa”, afirma a gerente comercial da Verdera na Região Centro-Norte, Barbara Silveira.

Blendagem

A Lidera Response fica responsável por oferecer o serviço de valorização de resíduos, que consiste em gerenciar e preparar os resíduos para serem destinados por meio do coprocessamento. A empresa goiana, instalada no Distrito Agroindustrial de Aparecida de Goiânia, já realiza o coprocessamento na fábrica da Votorantim em Edealina (GO). A expectativa é destinar à fábrica aproximadamente 1 mil toneladas de resíduos por mês.

“A destinação adequada de resíduos diminui o descarte nos aterros sanitários e, consequentemente, os impactos nocivos à saúde humana e ao meio ambiente. Além disso, ao optar pela blendagem de seus materiais, as indústrias contribuem também para a conservação dos recursos naturais ao diminuir os riscos de contaminação dos solos e da água”, diz o presidente da Lidera, Paulo Francisco Cardoso.

Leia também: Produção industrial goiana tem a 2ª maior alta do País

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.