quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Crédito Social: quase 90% viram empreendedores

Crédito Social: quase 90% viram empreendedores

De julho de 2021 a julho de 2023, o Crédito Social chegou a 8.752 goianos, somando investimento de mais de R$ 19 milhões.

11 de setembro de 2023

Das pessoas que recorreram ao programa Crédito Social, 89,4% compraram os equipamentos necessários para se tornarem empreendedoras. É o que revela pesquisa da Secretaria de Estado da Retomada. Criado pelo governo de Goiás em abril de 2021, o programa incentiva o trabalhador a empreender com técnicas aprendidas em cursos dos Colégios Tecnológicos (Cotecs).

O repasse, de até R$ 5 mil, atende alunos que concluíram um curso do Cotec e estão com perfil ativo no CadÚnico do governo federal. O dinheiro serve para aquisição de ferramentas e insumos. Das pessoas beneficiadas que responderam à pesquisa, 97,5% já compraram os equipamentos e produtos necessários para começar o novo negócio. E 89,4% declararam que já estão trabalhando na área de capacitação.

“Além de incentivar o empreendedorismo e gerar emprego e renda para pessoas vulneráveis, o Crédito Social ainda estimula a economia dos municípios goianos. O recurso do cartão só pode ser gasto em comércios locais do município em que o beneficiário mora”, ressalta o governador Ronaldo Caiado.

De julho de 2021 a julho de 2023, o Crédito Social chegou a 8.752 goianos, somando investimento de mais de R$ 19 milhões. A pesquisa mostra que 21,8% dos beneficiados usam quase o total do recurso para iniciar uma atividade rentável. Em 2023, entre os cursos oferecidos que liberaram o Crédito Social para os alunos certificados estão: confeitaria, serviços de beleza, corte e costura, maquiagem e massoterapia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.