quarta-feira, 29 de maio de 2024
Black Friday: Goiânia deve movimentar R$ 165 milhões

Black Friday: Goiânia deve movimentar R$ 165 milhões

Mais de 60% dos consumidores de Goiânia devem ir às compras durante a Black Friday, segundo levantamento da CDL Goiânia.

13 de novembro de 2023

Mais de 60% dos consumidores de Goiânia (exatamente 61,6%) devem ir às compras durante a Black Friday, em 24 de novembro. Ou seja: aproximadamente 412 mil goianienses estarão em busca das promoções oferecidas na data. Isso considerando apenas a população economicamente ativa residente na capital e sem considerar o turismo de compras ou a Região Metropolitana.

Os dados são da Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL), que prevê a movimentação de aproximadamente R$ 165 milhões. Com ticket médio de R$ 200 para cada item.

“A Black Friday vem se consolidando no calendário de compras dos brasileiros e o consumidor se prepara bem para a data. Sabendo disso, as empresas devem apostar em promoções reais e agressivas para chamar a atenção desse cliente”, comenta o presidente da CDL Goiânia, Geovar Pereira.

Pesquisas de preços

Diferentemente de outras datas comemorativas importantes para o comércio, na Black Friday quase todos os consumidores (99,6%) devem fazer pesquisas de preços antes das compras. Na comparação com o ano passado, 40,8% dos participantes da sondagem informaram que investirão mais em 2023. Para 13,7%, o valor gasto será o mesmo que do ano passado, e para 11% o investimento será menor esse ano.

O pagamento parcelado no cartão de crédito e cheque aparece com 70,6% na preferência dos consumidores goianienses, seguido pelo pagamento à vista via Pix e cartão de débito (29,4%). Sobre o local de compra, o levantamento mostrou que 61,2% pretendem ir presencialmente às lojas.

Destes, 30,6% buscarão as lojas de rua e 24,6% irão aos shoppings. 1,2% ainda não decidiram o local. Já 28,2% comprarão pela internet. A maioria (52%) deve adquirir os produtos diretamente nos sites das lojas e marketplaces.

Quando questionados sobre os produtos, 41,6% procuram por eletrônicos, enquanto outros 34,9% buscam roupas e 12,7% desejam comprar calçados. Na divisão por gênero, os homens preferem os eletrônicos (57,7%) e as mulheres têm predileção por roupas (46%).

Diferenciais

Preço e promoções foram apontados por 59% dos consumidores como os principais diferenciais para efetivação da compra em ambiente presencial. Para os que comprarão online, 66,7% disseram que buscam praticidade e outros 33,3% desejam encontrar bons preços e promoções.

Ao serem questionados sobre a data das compras, a maioria (65,9%) afirmou que comprará na véspera da Black Friday, 28,2% devem comprar na data, 3,5% pretendem comprar depois da Black Friday e somente 2% irão adquirir os itens escolhidos antes do dia 19 de novembro.

Saiba mais: Black Friday: brasileiros pesquisam menos na internet

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.