quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Empreendedoras ganham consultoria gratuita em Goiás

Empreendedoras ganham consultoria gratuita em Goiás

Goianas com ideias inovadoras que podem se transformar em negócios contam com um programa de consultoria empresarial gratuito.

3 de dezembro de 2023

Mulheres com ideias inovadoras que podem se transformar em negócios agora podem contar com um programa de consultoria empresarial gratuito. Por três meses, quando também podem acessar os Ambientes de Inovação das Escolas do Futuro de Goiás. A iniciativa é do programa Goianas S.A., que está com inscrições abertas até o dia 30 de dezembro.

O objetivo é fomentar o empreendedorismo feminino e a liderança no mercado. Incentivando, valorizando e acelerando a jornada de mulheres que empreendem ou querem empreender, proporcionando o acesso às atividades de pesquisa aplicada, desenvolvimento experimental e outros serviços técnicos especializados.

Todas as atividades de consultoria e o uso dos ambientes de inovação acontecerão de forma presencial nas Escolas do Futuro do Estado de Goiás (EFGs). Em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Santo Antônio do Descoberto, Mineiros e Valparaíso. Serão selecionados até 20 projetos por EFG e o resultado final será divulgado no dia 10 de janeiro.

As iniciativas contempladas contarão com uma jornada de oficinas e consultorias. Vão orientar a estruturação dos modelos de negócios e esboçar o produto ou serviço. Nas oficinas acontecerão vários eixos importantes para o sucesso de um negócio. Indo de temas estruturantes como o empoderamento feminino por meio da psicologia e autoconfiança. Até habilidades técnicas como design gráfico, estratégias digitais, de marketing, networking e construção de relacionamentos.

Inscrição

Para se inscrever é preciso ter 18 anos completos, ser proprietária de uma startup, de negócios já estabelecidos e em atividade. Ou ser detentora de uma ideia de negócio ou projeto de empreendedorismo de base inovadora ou tecnológica.

Podem se inscrever equipes de Goiás e entorno do Distrito Federal, sendo que a proponente do projeto deverá, obrigatoriamente, ser mulher cis ou trans. A obrigatoriedade não se estende aos demais integrantes, mas as equipes compostas exclusivamente por mulheres terão um acréscimo de 20% na pontuação na avaliação dos projetos.

A iniciativa é realizada por meio do programa Goianas na Ciência e Inovação, lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Goiás (Secti). Que abriga uma série de iniciativas para fomentar o empreendedorismo feminino e a liderança no mercado em Goiás.

Saiba mais: Cresce número de mulheres empresárias em Goiás

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.