quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Ex-garçom investe R$ 1,5 milhão para ampliar o seu negócio

Ex-garçom investe R$ 1,5 milhão para ampliar o seu negócio

Depois de trabalhar como garçom por 18 anos, Marcelo Moreira decidiu abrir o seu próprio negócio: o espetinho virou restaurante. E só cresce.

10 de dezembro de 2023

Marcelo Moreira enfrentou duas grandes dificuldades em dez anos, que obrigaram a fechar seu restaurante por alguns meses. Mas nunca desistiu.

O restaurante Picanha da Esquina, localizado no Sítios Santa Luzia, em Aparecida de Goiânia, comemora 10 anos de funcionamento com a execução de mais um projeto de ampliação. O proprietário Marcelo Manoel Moreira investe R$ 1,5 milhão na construção de um sobrado ao lado do estabelecimento, que vai virar salão, enquanto o atual se transformará em choperia.

Tudo para acompanhar o crescente movimento de clientes de Goiânia e Aparecida, que frequentam o local em busca dos pratos produzidos com qualidade.

A história de Marcelo Moreira por si só, já é um case de sucesso. Ele trabalhou como garçom por 18 anos. Passou pelo Giraffa’s, Cateretê e Obelisque (no último atuou por 13 anos). Em junho de 2013, com o dinheiro do acerto trabalhista do último emprego, decidiu dar uma guinada na sua vida profissional e se tornou empreendedor. Morador do Santa Luzia, em Aparecida de Goiânia, abriu um serviço de espetinho, que funcionava a partir das 17 horas.

Pulo do gato

E assim Marcelo Moreira foi ampliando o negócio, até que aconteceu o “pulo do gato”. O Picanha da Esquina já era restaurante quando, em 2015, foi destaque no quadro “O Prato do Dia”, da TV Anhanguera, com a receita da “Picanha à Moda do Chefe”. Mais clientes apareceram e o movimento foi crescente.

Entretanto, o negócio também enfrentou momentos de dificuldade, lembra o empresário. Em 2014, quando começou a pavimentação da avenida, Marcelo Moreira teve dificuldade para funcionar. “Foram 85 dias sem poder abrir, inclusive domingos, pois poeira não deixava”, relembra.

Após a pavimentação da via, o Picanha da Esquina retomou o movimento de clientes. Mas em seguida houve a dificuldade causada pela pandemia de Covid-19, período em que o restaurante ficou fechado por duas vezes (no total foram seis meses). Um pouco do faturamento foi salvo por meio dos atendimentos via delivery, por meio do qual os clientes pediam o prato preferido para a entrega em casa.

Superada a pandemia, o Picanha da Esquina foi recuperando seu antigo movimento, com a vinda de clientes fiéis e a chegada de novos, muitos por recomendação dos primeiros. Outro benefício foi a ampliação das vagas de estacionamento, ocorrida este ano por iniciativa do prefeito da cidade, Vilmar Mariano. Que destinou parte do canteiro central da avenida em frente ao restaurante para os veículos dos clientes. “A medida contribuiu, sou muito grato”, diz.

Nova fase

O Picanha da Esquina conta com 31 funcionários, mas quando a ampliação estiver concluída serão abertas mais cinco vagas de emprego. Atualmente, o restaurante fornece pratos executivos de segunda a sexta-feira, na hora do almoço, além de à la carte, e funciona até meia-noite.

Na atual fase, o empresário conta que, nos dias de menor movimento, atende cerca de 500 pessoas, e nos de maior procura, até 2.000. Em dezembro abre de segunda a segunda. “Mas só neste mês, pois precisamos da segunda-feira para descansar”, pondera. Ele se reveza com a esposa Paula Sousa no atendimento e na gestão das compras.

Marcelo Moreira é preocupado com a qualidade dos itens alimentícios que compõem os pratos que constam do cardápio. Os mais procurados no momento são a Picanha do Chefe e a Tilápia Grelhada. A receita do sucesso? “Muito trabalho”, enfatiza. O ex-garçom e empresário acrescenta que todos os investimentos feitos no negócio são de recursos próprios e realizados com planejamento.

Leia também: Grupo Leão cresce mais de 300% em 4 anos

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.