segunda-feira, 4 de março de 2024
Feriados podem gerar prejuízo de R$ 700 mi em Goiás

Feriados podem gerar prejuízo de R$ 700 mi em Goiás

Estimativa é da Fecomércio-GO. No Brasil, segundo a CNC, os prejuízos com as empresas fechadas nos feriados podem somar R$ 28 bilhões.

18 de janeiro de 2024

Marcelo Baiocchi: “Faltam políticas de estado para que haja um tratamento melhor dos feriados”

Os feriados municipais, estaduais e nacionais neste ano devem causar prejuízos de até R$ 700 milhões no comércio varejista de Goiás. A previsão é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Goiás (Fecomércio).

Ao todo, são 10 feriados nacionais em 2024. O mais novo é o Dia da Consciência Negra. Além de 5 pontos facultativos. Nesta conta, é preciso incluir os feriados municipais, estaduais e pontos facultativos.
Para o presidente da Fecomércio-Goiás, Marcelo Baiocchi, o feriado acaba diminuindo a atividade do varejo e alguns segmentos sequer conseguem recuperar o prejuízo. Ele cita como exemplo as lojas de roupas e calçados.

“Imagine que a pessoa está passeando pelo shopping e vê uma loja aberta. Ela não saiu para fazer aquela compra, mas sente vontade e adquire o produto. Contudo, quando tem o feriado, só a praça de alimentação está aberta. A pessoa não vê o produto pelo fato de a loja estar fechada. Então, não volta para fazer a compra. Essa perda (de venda) não tem retorno”, argumenta.

Para Marcelo Baiocchi, faltam políticas de estado para um tratamento melhor dos feriados. Na opinião dele, novos feriados deveriam ser comemorados aos domingos para que não haja prejuízos ao comércio e demais segmentos do setor produtivo.

“Lembro que em alguns governos os feriados de meio de semana eram transferidos para segunda ou sexta-feira. Dessa forma, o impacto era menor. Mas a gente sabe que tem outros segmentos que lucram com os feriados prolongados, como o turismo”, ressalta.

Alerta

A situação acaba acendendo o alerta em todo o Brasil. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os feriados nacionais deste ano podem trazer prejuízos de quase R$ 28 bilhões.

No ano passado, as perdas foram de R$ 28,9 bilhões. Em média, cada feriado em dias comerciais de 2023 gerou prejuízo de R$ 3,22 bilhões ao varejo.

Conforme a CNC, os segmentos de hiper e supermercados e de comércio automotivo responderão por quase a metade (40%) das perdas previstas. Esses dois segmentos concentram mais de 44% da folha de pagamentos do comércio brasileiro.

Outro fator que tende a impactar os feriados em 2024 é a nova portaria do Ministério do Trabalho e Emprego, publicada em novembro do ano passado. Ela determina que as atividades comerciais deverão recorrer a negociações coletivas autorizando o exercício laboral aos domingos e feriados. Isso, segundo a pesquisa, tende a dificultar a abertura dos estabelecimentos em dias considerados não úteis.

Confira os feriados de 2024

Janeiro
Dia 1º: Ano Novo (segunda-feira)

Fevereiro
Dias 10 a 13: Carnaval (de sábado a terça-feira)

Março
Dia 29: Sexta-feira Santa

Abril
Dia 21: Tiradentes (domingo)

Maio
Dia 1º: Dia do Trabalho (quarta-feira); Dia 24: Padroeira de Goiânia, Nossa Senhora Auxiliadora (sexta-feira); Dia 30: Corpus Christi (quinta-feira)

Setembro
Dia 7: Independência (sábado)

Outubro
Dia 12: Nossa Senhora Aparecida (sábado); Dia 24: Aniversário de Goiânia (quinta-feira)

Novembro
Dia 2: Finados (sábado); Dia 15: Proclamação da República (sexta-feira)

Dezembro
Dia 25: Natal (quarta-feira)

Saiba mais: Goiânia terá 9 feriados prolongados neste ano

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.