terça-feira, 27 de fevereiro de 2024
Cinturão da Moda já produziu mais de 70 mil peças

Cinturão da Moda já produziu mais de 70 mil peças

Programa criado para impulsionar a indústria de confecção no Estado também qualificou mão de obra na capital e em 30 municípios do interior.

22 de janeiro de 2024

O projeto Cinturão da Moda já confeccionou mais de 70 mil peças de roupa, comercializadas no polo comercial de moda da Região da 44, em Goiânia. Os dados são do governo de Goiás, que criou o programa no início de 2022 para impulsionar a indústria têxtil e de confecção no Estado. Também qualificou mão de obra na capital e em mais de 30 municípios do interior.

O setor de confecção de artigos de vestuário e acessórios cresceu 426% no Estado em novembro do ano passado, em relação ao mesmo mês de 2022. Os dados são do IBGE. Com isto, Goiás também atingiu o maior nível de produção industrial da história, com a marca de 114 pontos no índice histórico.

Além do setor de vestuário, outros dois que impulsionaram o nível da produção industrial em Goiás foram a fabricação de veículos automotores (31%) e os produtos químicos (22%). A indústria alimentícia figurou em 4º lugar (17,8%), impulsionada pela produção recorde do agronegócio.

No acumulado do ano – comparativo de janeiro a novembro de 2023 com o mesmo período de 2022 –, Goiás alcançou aumento de 4,9%. Nesta categoria, o Estado ficou posicionado na quarta colocação. Os números também mostram crescimento em Goiás de 16,6% na variação interanual, enquanto que o Brasil avançou apenas 1,3% na comparação com novembro de 2022.

Saiba mais: Moda goiana deve fechar ano com R$ 8,5 bilhões

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.