quinta-feira, 25 de julho de 2024
IBGE: inflação desacelera em Goiânia

IBGE: inflação desacelera em Goiânia

Prévia da inflação apontou alta de 0,24% na capital goiana, a menor variação desde janeiro de 2019.

26 de janeiro de 2024

Preços dos combustíveis têm sido principal responsável pela redução da inflação neste início de ano

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,24% em Goiânia. É a menor variação desde janeiro de 2019 (0,08%). Também o segundo menor aumento do país entre as capitais pesquisadas. Nos últimos 12 meses, o índice acumula alta de 3,86% na capital goiana.

De acordo com o IBGE, cinco dos nove apresentaram alta na prévia da inflação em Goiânia. Destaque para o aumento de 2,3% no grupo alimentação e bebidas, pressionado pela alta de 1,7% nos preços das carnes.

Por outro lado, houve queda no grupo dos transportes (-1,3%), o de maior peso na cesta de compras das famílias com rendimentos entre 1 e 40 salários-mínimos, na capital goiana. Destaque para a queda de 3% nos preços de combustíveis.

Os subitens apresentam quedas na gasolina (-2,6%), no etanol (-5,5%) e no óleo diesel (-2,7%). No grupo, também se destaca o preço das passagens aéreas que caiu 16,5% em janeiro.

Brasil

No Brasil, o IPCA-15 interrompeu a tendência de aceleração observada desde outubro e fechou o mês de janeiro com alta de 0,31%. O dado veio abaixo do esperado pelo consenso da LSEG, que era de inflação mensal de 0,47%.

Saiba mais: Inflação em Goiânia fecha 2023 em 3,82%

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.