quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Goiás é o 8º em vendas de consórcios no Brasil

Goiás é o 8º em vendas de consórcios no Brasil

O setor de consórcios tem experimentado significativo crescimento no Brasil, especialmente com a alta dos juros em 2022.

2 de fevereiro de 2024

Consórcios de veículos e motos representam 70% das cotas comercializadas no Brasil

O setor de consórcios tem experimentado significativo crescimento no Brasil, especialmente com a alta dos juros básicos pelo Banco Central (BC) em 2022. Naquele ano, segundo Panorama do Sistema de Consórcios (PSC), divulgado nesta semana pelo BC, houve crescimento de 13,2% nas cotas comercializadas, alta de 11,3% nas cotas ativas e um avanço de 7,1% nas contemplações.

Os dados de 2022 também mostram expansão dos indicadores financeiros do segmento, com alta de 20,8% no volume de recursos coletados, 23,2% nos recursos a coletar e 20,6% na carteira agregada do segmento.

O número de cotas comercializadas totalizou 3,86 milhões em 2022, passando para 9,44 milhões (crescimento de 11,3%). Destas, 1,44 milhão foram contempladas naquele ano. Os recursos coletados alcançaram R$ 85,7 bilhões, o volume de recursos de contribuições a receber atingiu R$ 398 bilhões e a carteira do Sistema de Consórcios alcançou R$ 91,5 bilhões.

Cinco estados brasileiros concentravam mais da metade das cotas ativas: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia. Os dois primeiros ocupam o primeiro e o segundo lugares desde 2009. Segundo o levantamento, em 2022, Goiás ocupara a 8ª posição nacional em cotas ativas, com 4% do total nacional. No ano anterior, esta participação era de 3,8%.

Crescimento

No encerramento de 2022, havia 141 administradoras ativas de consórcios no Brasil, das quais 129 contavam com grupos ativos. “O PSC mostra que o segmento de Consórcios, mais uma vez, fechou o ano com alta nos principais indicadores, mantendo a tendência de crescimento observada nos últimos anos”, avaliou o BC.

É o que aponta levantamento da ABAC. No ano passado, os negócios do setor bateram novo recorde ao atingiram a marca de R$ 316,7 bilhões, aumento de 25,6% em relação a 2022. De janeiro a dezembro de 2023, o acumulado de vendas de novas cotas atingiu 4,18 milhões, aumento de 6,4%. Já o número de participantes ativos foi de 10,29 milhões.

A entidade das administradoras de consórcios avalia que este crescimento é resultado da procura dos brasileiros por alternativas acessíveis para a aquisição de bens e serviços. Principalmente com a alta nos juros dos financiamentos de veículos e imóveis. “O sistema de consórcios tem se consolidado, cada vez mais, como importante modalidade de financiamento para aquisição de bens. Assim como um relevante instrumento de inclusão financeira”, concorda o BC.

Segmentos

Ao longo de 2022, houve expansão no número de cotas comercializadas para todos os tipos de bens. No segmento de imóveis, foram vendidas mais de 619 mil cotas no ano, alta de 26,3%. Esta alta consistente vem se observando nos últimos anos, aumentando sua participação de 14,4% para 16% no total de cotas comercializadas.

No subsegmento de automóveis, foram vendidas 1,49 milhão de cotas em 2022, alta de 4,3%. Este número já é 8% superior a 2019 (pré-pandemia), mantendo-se com a maior participação no Sistema de Consórcios, com 38,6% das cotas comercializadas no ano.

Já o subsegmento de motocicletas apresentou crescimento de 10% no número de cotas comercializadas em 2022, com 1,21 milhão, uma média de 100 mil cotas por mês. Contudo, seu crescimento foi inferior a outros segmentos, fato que reduziu sua representatividade para 31,2% do total de cotas vendidas no ano.

Dez maiores estados em cotas ativas:

  1. São Paulo (23,6% do total nacional)
  2. Minas Gerais (9,9%)
  3. Paraná (8,3%)
  4. Rio Grande do Sul (6,8%)
  5. Bahia (6,6%)
  6. Santa Catarina (4,5%)
  7. Rio de Janeiro (4,4%)
  8. Goiás (4,0%)
  9. Pará (3,7%)
  10. Mato Grosso (3,4%)

Saiba mais: Goiás se destaca na venda de consórcios para veículos

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.