segunda-feira, 15 de abril de 2024
Goiás tem a 8ª maior renda domiciliar do país

Goiás tem a 8ª maior renda domiciliar do país

A renda domiciliar per capita em Goiás foi de R$ 2.017,00 no ano passado, ganhando duas posições. Confira o ranking.

28 de fevereiro de 2024

A renda domiciliar per capita em Goiás chegou a R$ 2.017,00 no ano passado. O valor é bem maior que o registrado em 2022, quando foi de R$ 1.619,00. Com o resultado, Goiás passou a ter a oitava maior renda domiciliar per capita do país, subindo duas posições no ranking. Também ficou acima do rendimento registrado no país, que foi de R$ 1.893.

As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgadas nesta quarta-feira (28/2) pelo IBGE As estimativas servem para o rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Apesar do aumento, o rendimento nacional esconde desigualdades entre os diferentes estados brasileiros. Enquanto os moradores do Distrito Federal (DF) recebem R$ 3.357, aqueles que vivem no Maranhão (MA) ganham apenas R$ 945, em média.

Cálculo

O rendimento domiciliar per capita é calculado como a razão entre o total dos rendimentos domiciliares (nominais, sem descontar a inflação) e o total dos moradores de cada unidade da federação.

Ou seja, o valor considera rendimentos do trabalho e de outras fontes. Como aposentadoria, auxílios do governo e até mesmo aluguel.

Todos os moradores são considerados no cálculo, inclusive os pensionistas, empregados domésticos e parentes dos empregados domésticos.

Rendimento mensal domiciliar per capita – 2023

  1. Distrito Federal R$ 3.357
  2. São Paulo R$ 2.492
  3. Rio de Janeiro R$ 2.367
  4. Rio Grande do Sul R$ 2.304
  5. Santa Catarina R$ 2.269
  6. Paraná R$ 2.115
  7. Mato Grosso do Sul R$ 2.030
  8. Goiás R$ 2.017
  9. Mato Grosso R$ 1.991
  10. Minas Gerais R$ 1.918
  11. Espírito Santo R$ 1.915
  12. Brasil R$ 1.893
  13. Tocantins R$ 1.581
  14. Rondônia R$ 1.527
  15. Amapá R$ 1.520
  16. Roraima (1) R$ 1.425
  17. Rio Grande do Norte R$ 1.373
  18. Piauí R$ 1.342
  19. Paraíba R$ 1.320
  20. Pará R$ 1.282
  21. Sergipe R$ 1.218
  22. Amazonas R$ 1.172
  23. Ceará R$ 1.166
  24. Bahia R$ 1.139
  25. Pernambuco R$ 1.113
  26. Alagoas R$ 1.110
  27. Acre R$ 1.095
  28. Maranhão R$ 945

Saiba mais: Renda média goiana tem alta de mais de 8%

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.