quinta-feira, 18 de julho de 2024
Flow mira agora o mercado europeu

Flow mira agora o mercado europeu

Empresa goiana de comida saudável prevê faturar R$ 70 milhões e chegar a mais de 100 lojas abertas neste ano no Brasil.

16 de junho de 2024

Kátia, Mateus, Bruna e Pedro: plano é que a Flow tenha mais de 100 lojas no brasil

A Flow, franquia goiana de comida saudável, vem ganhando destaque no ramo e, agora, mira o mercado internacional. A empresa deve abrir a primeira franquia em terras portuguesas. Segundo Pedro Suassuna, sócio-executivo da franquia, as conversas já estão avançadas e a expectativa é que a abertura da loja já aconteça nos próximos meses.

“Eu fiz uma viagem para a Europa, no final do ano passado, quando visitei mais de 30 redes de alimentação saudável. Vi que não tem nada igual a Flow na Europa. As redes existentes têm comida boa ou tem um bom marketing, não tem os dois andando junto”, afirma ao EMPREENDER EM GOIÁS.

Por que Portugal? Inicialmente, conforme Pedro, pela facilidade da língua e por causa da lei de franquias, melhor que a brasileira. A ideia, segundo ele, é que a franquia ainda chegue à Espanha para abarcar outros países do continente europeu.

Segundo Pedro, a franquia conta atualmente com 76 lojas em operação. No ano passado, obteve faturamento de R$ 45 milhões. A expectativa é que, em 2024, a chegue a 100 lojas abertas e vendas de R$ 70 milhões.

“Temos 36 lojas em implantação e estamos conseguindo, em média, vender três franquias por mês”, relata. Ele afirma ainda que a marca quer estar presente em todas as cidades que tenham mais de 100 mil habitantes.

Contêiner

Os números impressionam quando voltamos ao passado e pensamos que tudo isso nasceu em um contêiner instalado na Avenida Ricardo Paranhos, em Goiânia. A ideia era vender uma versão “express” da República da Saúde, restaurante fundado pelo tio de Pedro Suassuna.

Diante do alto número de pessoas que passam ali para se exercitarem, o local casou perfeitamente com a proposta levada. Além do Pedro, o local conta com mais três sócios: Mateus Suassuna – primo de Pedro – Bruna Suassuna – esposa dele, e Kátia Félix.

Atualmente, para se ter uma ideia, um prato da Flow demora entre sete a 12 minutos para ficar pronto. Essa é uma das vertentes do sucesso. Ele afirma que esse modelo deve ser reformulado com a expansão para a Europa, já que é cultural deles o fato de sentar à mesa para consumir uma refeição.

O negócio deu certo e logo a Flow expandiu para outras cidades. Hoje, a rede está presente em 24 estados. A rede se destaca por oferecer um cardápio variado e saboroso, com opções para todos os gostos, desde saladas e wraps até pratos grelhados e sobremesas. O negócio conta com três formatos: lanchonete – formato onde tudo começou – restaurantes grelhados e cafeteria saudável.

Investimento

Para se tornar um franqueado da Flow, o investimento inicial varia entre R$ 300 mil e R$ 800 mil, dependendo do tamanho da loja. A rede oferece suporte completo aos seus franqueados, desde a escolha do ponto comercial até a gestão do dia a dia da loja.

Segundo Pedro, o franqueado é treinado em sete pilares: ambiente da loja, tempo de prato, padrão dos pratos, atendimento – com rodadas de cliente oculto para irem em várias lojas para saber se a proposta está sendo seguida – fidelização, marketing e o financeiro.

Leia também: Gelataria Crema vai abrir franquias

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.