domingo, 14 de abril de 2024
Soluti contra fraudes em bombas de combustíveis

Soluti contra fraudes em bombas de combustíveis

A empresa goiana Soluti foi a primeira Autoridade Certificadora para objetos do Brasil a receber a chave criptográfica do Inmetro.

9 de dezembro de 2022

Marcos Heleno Guerson (Inmetro) entrega chave criptográfica à Reinaldo Borges, CTIO na Soluti

As fraudes em bombas de postos de combustíveis movimentam mais de R$ 20 bilhões a cada ano. Segundo a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis). Para resolver ou reduzir esse problema, o Inmetro implementou uma tecnologia que já vinha sendo usada para dar segurança às transações feitas pela internet: a certificação digital.

A empresa goiana Soluti foi a primeira Autoridade Certificadora (AC) para objetos do Brasil a receber a chave criptográfica do Inmetro. É líder nacional em Certificação Digital e também fornece soluções em identidade digital e assinaturas eletrônicas.

“A certificação de bombas de combustível trará mais confiança para a sociedade como um todo. É um avanço para o Brasil. A assinatura digital, inclusive, torna as tentativas de fraudes muito mais caras em função da estrutura robusta da tecnologia”, enfatizou Marcos Heleno Guerson, presidente do Inmetro.

Com esta tecnologia, a fiscalização das bombas poderá ser feita pelo consumidor por meio de um aplicativo para smartphones, a ser disponibilizado pelo Instituto. A ideia é fazer com que eles se conectem com as bombas de combustíveis por meio de bluetooth, de forma a verificar se assinatura digital da bomba foi violada.

Caso tenha sido, a informação é imediatamente encaminhada ao Inmetro via internet. O aplicativo também agilizará a fiscalização do Inmetro e demais órgãos de controle. Essa tecnologia permitirá a rastreabilidade da fraude.

“Essa realidade não tem volta. As novas bombas chegarão ao mercado com a tecnologia embarcada. Essa porta das fraudes está fechada”, assinalou o diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Carlos Fortner, ao participar da entrega da chave criptográfica.

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

One thought on “Soluti contra fraudes em bombas de combustíveis”