terça-feira, 18 de junho de 2024
Confira quanto faturam Goiás, Vila Nova e Atlético

Confira quanto faturam Goiás, Vila Nova e Atlético

A receita de 33 times do Campeonato Brasileiro chegou a R$ 11,1 bilhões no ano passado. Confira o faturamento dos times goianos.

28 de maio de 2024

A receita de 33 dos 40 clubes participantes das A e B do Campeonato Brasileiro chegou a R$ 11,1 bilhões no ano passado. Isso representa aumento de 39% em comparação ao ano anterior (R$ 8,4 bilhões). Desse total, os três times goianos registraram R$ 387 milhões.

O Goiás Esporte Clube, que disputou a Série A, teve receita de R$ 238 milhões. Em seguida, estão o Atlético Clube Goianiense, com R$ 119 milhões, e o Vila Nova Futebol Clube, com R$ 30 milhões. Ambos, participaram da Série B.

Os números fazem parte do levantamento anual realizado pela EY, empresa de consultoria e auditoria que analisou a saúde financeira dos clubes brasileiros. O material foi elaborado com base na análise do cenário econômico e o desempenho financeiro dos clubes brasileiros em 2023.

Recorde do Flamengo

Os clubes que não foram incluídos no material são: Cruzeiro, CRB, Ituano, Juventude, Londrina, Mirassol, Novorizontino, Sampaio Corrêa e Tombense. Isso porque, até a finalização da análise, não haviam publicado suas demonstrações financeiras.

“Quando falamos da receita total, um ponto se destaca: as 5 maiores receitas de 2023 (Flamengo, Corinthians , Palmeiras, Atlético e Fluminense) representam 42% do total”, observou Pedro Daniel, Diretor Executivo de Esporte da empresa.

Pelo 3º ano consecutivo e apresentando faturamento recorde, o Flamengo é o único clube a ultrapassar a marca de R$ 1 bilhão em receita total.

Outro ponto em destaque é que R$ 8,7 bilhões são referentes à receita sem considerar as transferências de jogadores dos clubes brasileiros em 2023. “Esse tipo de receita teve uma evolução de 238% nos últimos 10 anos e aumento de 43% entre 2022 e 2023”, explicou o executivo.

Endividamento

Sobre endividamento tributário, o Corinthians foi o 1º colocado no ranking, com valor acima de R$ 600 milhões. Seguido por Botafogo (R$ 443 milhões) e Fluminense (R$ 398 milhões).

Já São Paulo, Grêmio, América-MG e Ceará ampliaram suas dívidas tributárias, respectivamente, em 4%, 15%, 12% e 17%. Dentre os que tiveram redução do endividamento tributário estão Flamengo, Santos, Athletico-PR e Sport, com quedas de 21%, 12%, 39% e 21%, respectivamente.

Ranking dos clubes (receitas em 2023)

  1. Flamengo: R$ 1,374 bilhão
  2. Corinthians: R$ 937 milhões
  3. Palmeiras: R$ 927 milhões
  4. Athletico: 721 milhões
  5. Fluminense: R$ 694 milhões
  6. São Paulo: R$ 681 milhões
  7. Internacional: R$ 635 milhões
  8. Botafogo: R$ 569 milhões
  9. Cruzeiro: R$ 567 milhões
  10. Red Bull Bragantino: R$ 488 milhões
  11. Grêmio: R$ 480 milhões
  12. Atlético- MG: R$ 439 milhões
  13. Santos: R$ 424 milhões
  14. Fortaleza: R$ 383 milhões
  15. Vasco: R$ 364 milhões
  16. Bahia: R$ 240 milhões
  17. Goiás: R$ 238 milhões
  18. Sport; R$ 207 milhões
  19. América-MG: R$ 196 milhões
  20. Cuiabá: R$169 milhões
  21. Avaí: R$ 133 milhões
  22. Ceará: R$ 132 milhões
  23. Chapecoense: R$ 138 milhões
  24. Atlético Goianiense: R$ 119 milhões
  25. Criciúma: R$ 102 milhões
  26. Coritiba: R$ 100 milhões
  27. Vitória :R$ 73 milhões
  28. Botafogo SP: R$ 39 milhões
  29. Guarani: R$ 33 milhões
  30. Ponte Preta: R$ 32 milhões
  31. Vila Nova (GO): R$ 30 milhões
  32. ABC: R$ 23 milhões
  33. Londrina: R$ 6 milhões

Saiba mais: Times goianos buscam adotar gestão empresarial

O portal EMPREENDER EM GOIÁS tem como principal objetivo incentivar, apoiar e divulgar os empreendedores goianos com conteúdos, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

Últimas Publicações Últimas Publicações