quinta-feira, 18 de julho de 2024
Goiás tem a 9ª maior indústria da cachaça no País

Goiás tem a 9ª maior indústria da cachaça no País

Com 169 cachaças registradas, comercializadas através de 264 marcas, Goiás é o sexto em densidade cachaceira.

27 de junho de 2024

Goiás ganhou mais uma fábrica de cachaça no ano passado e passou a ter 35 unidades em 25 municípios, conquistando o 9º lugar. Segundo dados do Anuário da Cachaça 2024, ano referência 2023. Foram divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), em parceria com o Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), ANPAQ e GS1 Brasil.

Com 169 cachaças registradas, comercializadas através de 264 marcas, Goiás é o sexto em densidade cachaceira. Tem uma fábrica de cachaça para cada grupo de 201.614 habitantes. Minas Gerais lidera neste quesito com 40.754 habitantes por produtor de cachaça.

Em 2023, o número de cachaçarias registradas no Brasil atingiu a marca de 1.217, aumento de 7,8% em relação ao ano anterior. O anuário destaca a participação de Minas Gerais no aumento de registros de estabelecimentos, com alta de 7,7% em relação a 2022. São 504 estabelecimentos registrados, 41,4% do total no país.

Destacam-se também São Paulo, com 11 cachaçarias a mais em relação a 2022, e Paraná, com aumento de 10 unidades em relação ao ano anterior. Estes números representaram um crescimento de 7% e 37%, respectivamente.

Ainda de acordo com o levantamento, em 722 municípios brasileiros há pelo menos uma cachaçaria.

Exportações

O Anuário da Cachaça mostra que houve uma redução no volume das exportações em 2023, de 7,5%, para 8,6 milhões de litros. Por outro lado, o faturamento com as exportações foi recorde no período, superando os US$ 20,2 milhões, alta de 0,7%.

Segundo o anuário, registrou-se valorização de 9,3% do produto exportado. Em 2022 teve o preço médio de US$ 2,15 por litro e, em 2023, chegou a US$ 2,35 por litro, o maior obtido pela cachaça brasileira no período estudado.

Os Estados Unidos se consolidaram como o maior mercado de exportação para a cachaça do Brasil, com aquisições que chegaram a US$ 4,6 milhões. Representa quase 23% do mercado de exportação de cachaça.

Destaca-se também a Europa, com sete países entre os 10 principais parceiros econômicos na compra da bebida. O continente foi responsável por um mercado de US$ 10,1 milhões, o que representa 50,1%.

Saiba mais: Cachaça goiana se destaca nacionalmente pela qualidade

Wanderley de Faria é jornalista especializado em Economia e Negócios, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA/FEA/USP - BM&FBovespa

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.